A adolescente Larissa Aurélia da Costa Silva, de 17 anos, de Rio Branco (Acre) foi decapitada e teve a cabeça jogada na frente da casa de sua mãe.  

O principal suspeito do assassinato da jovem é o próprio companheiro, um ex-policial penal que foi identificado como Ivanhoé. Segundo relatos de familiares e vizinhos, Larissa e o marido vinham se desentendendo com muita frequência e as brigas entre o casal eram rotineiras.

A jovem recebeu vários golpes de faca no pescoço após mais uma briga entre eles. A polícia acredita que após o assassinato, Ivanhoé levou a cabeça da esposa e a deixou na frente da casa de sua mãe e em seguida fugiu.  Após ouvir os gritos da mãe de Larissa, vizinhos avisaram a polícia que foi até o local.

O corpo da adolescente foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML)e a Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP)  já iniciou as investigações para investigar o que aconteceu e capturar o ex-policial penal que deve ser indiciado pelo crime de feminicidio.