As 262 pedras de crack e uma pedra grande de 30 gramas que, picada, renderia mais 300 ‘pedrinhas’, foram encontradas em cima de uma mesa na casa. Se vendidas, renderiam R$ 4 mil
As 262 pedras de crack e uma pedra grande de 30 gramas que, picada, renderia mais 300 ‘pedrinhas’, foram encontradas em cima de uma mesa na casa. Se vendidas, renderiam R$ 4 mil

 

Mirna Graciela
Laguna
 
Três pessoas foram detidas ontem, em Laguna, pelo Pelotão de Patrulhamento Tático (PPT) da Guarnição Especial de Polícia Militar, acusadas de envolvimento com o tráfico de entorpecentes. A prisão ocorreu por volta das 12h30min, após rondas de rotina, no bairro Casqueiro. Os policiais flagraram um deles, um adolescente, pulando o muro de uma residência. 
 
Durante a abordagem ao adolescente, os PMs observaram uma casa, na rua Leoberto Leal, onde da janela avistaram um prato com uma pedra semelhante ao crack. Ao entrarem, encontraram em cima de uma mesa 262 pedras da droga e uma pedra grande de 30 gramas que, picada, renderia mais 300 pedras. 
 
Foram presos em flagrante um jovem de 18 anos e uma mulher de 19, que estavam escondidos em um cômodo da casa, e o adolescente de 15 anos. Este menor é acusado de ter participado do assalto ao sítio da desembargadora Salete Sommariva, no dia 16 de janeiro, em Laguna. A venda do entorpecente renderia R$ 4 mil. 
 
A mulher foi encaminhada ao Presídio Regional de Tubarão. O jovem está na Unidade Prisional Avançada de Laguna. O menor foi apresentado ao Ministério Público de Laguna. Todos já tinham passagem na polícia por tráfico. A mulher já esteve presa por um ano e seis meses, e o homem foi apreendido quando era adolescente. 
 
Drogas lideram as ocorrências
Este ano, ocorreram no município de Laguna 36 flagrantes por diversos motivos. Destes, 70% foram pelo tráfico de entorpecentes. Houve um registro de 39 boletins de ocorrência circunstanciados – procedimento direcionado apenas para menores. O envolvimento com drogas lidera os números, pois 80% deles foram por esta razão. Os dados são do delegado Rubem Thomé.