Tubarão

Um adolescente de 15 anos que assassinou Felipe Nunes Aguilera, 20 anos, quinta-feira à noite, no bairro Oficinas, em Tubarão, foi apreendido pela polícia. O menor é acusado de matar Felipe a facadas.

Vítima e acusado moravam na mesma casa. O pai de Felipe é casado com a mãe do menor. Segundo o acusado, o crime teria sido motivado pelo sumiço de uma bermuda, poucas horas antes do homicídio. O adolescente estava escondido na região do Beco da Valdete.

Investigadores da Central de Operações Policiais (COP) chegaram ao suspeito menos de três horas após o crime. Ele foi encaminhado à Delegacia da Criança, do Adolescente e de Proteção à Mulher e ao Idoso, onde foi ouvido pelo delegado Adriano Almeida, e posteriormente levado ao Centro de Internamento Provisório (CIP) de Tubarão.

O adolescente não tinha passagens pela polícia e pode ficar até três anos recluso, mas poderá deixar o local em um ou dois anos se tiver bom comportamento.
O corpo de Felipe foi sepultado nesta sexta-feira à tarde. A Polícia Militar auxiliou nas buscas pelo menor.

Andarilho leva facada na cabeça

O andarilho Doquissandro Geremias, de 32 anos, foi golpeado na cabeça, nesta sexta-feira de manhã, por volta das 9h15min, por um colega que utilizou uma faca. O ferimento não atingiu o cérebro. A vítima foi medicada e recebeu alta poucas horas após a tentativa de homicídio.

Foi a segunda tentativa na semana. Na terça-feira, o empresário Jucemar Madeira de Araújo, 32, foi baleado e perdeu muito sangue. Ele também foi medicado a tempo e já recebeu alta.
Doquissandro, que é deficiente físico, não quis registrar boletim de ocorrência. O acusado segue foragido.