Priscila Ladislau
Laguna

A única mulher do legislativo lagunense foi empossada nesta quinta-feira (4). Nádia Tasso (PMDB) já foi presidente da Sociedade Lagunense de Protetora dos Animais (Solpra), e assumiu sua cadeira no gabinete do presidente da Câmara, Cleosmar Fernandes (PMDB). A nova vereadora já participa da próxima sessão ordinária, na segunda-feira (8).

A representação feminina na política não acompanha a emancipação observada em outras áreas da sociedade. Laguna não é a única cidade a ter somente uma mulher no legislativo. Na Associação dos Municípios da Região de Laguna (Amurel), São Martinho, São Ludgero, Santa Rosa de Lima, Sangão, Imbituba, Grão-Pará possuem também apenas uma legisladora. Braço do Norte é a que tem mais mulheres nos parlamentos: quatro, seguido de Jaguaruna; três. Já os municípios de Armazém, Imaruí e Rio Fortuna têm duas cadeiras cada.

Nas 18 cidades que compõem a Amurel existem 184 cadeiras no poder legislativo, somente 10,86% são ocupadas por mulheres. Tubarão, com mais de 100 mil habitantes, não tem representação feminina. Pescaria Brava, Capivari de Baixo, Gravatal e Pedras Grandes também não possuem vereadoras.

Foto: Elvis Palma/Divulgação/Portal Notisul