Tubarão

A partir desta quinta-feira (1º), as Agências de Desenvolvimento Regional (ADR) de Braço do Norte e Laguna deixarão de existir. Elas e mais 13 ADRs serão fechadas como parte das medidas de ajuste fiscal anunciadas na quarta-feira da semana passada pelo governador Eduardo Pinho Moreira (MDB). Nesta reestruturação administrativa, as duas unidades serão incorporadas à agência de Tubarão. 

Além das 15 agências, quatro secretarias também terão as suas funções encerradas. Os responsáveis pelas 15 agências foram informados por meio de um decreto assinado por Moreira. Conforme o novo governador do Estado, com a eliminação das agências e secretarias, a economia esperada com a medida ficará entre R$ 45 milhões e R$ 50 milhões por ano. Nesta redução serão 185 cargos extintos.

De acordo com o secretário da ADR de Tubarão, Nilton de Campos, as orientações deverão ser repassadas hoje aos servidores. “Os representantes da Casa Civil já realizaram uma reunião conosco e acredito e essas informações serão repassadas aos funcionários. Ainda não sabemos de nada, temos as questões das gerências de saúde e de educação das duas unidades extintas. Acredito que tudo será esclarecido nesta quarta”, pontua.

O gerente da ADR de Laguna, Luiz Felipe Remor, contou que também não tem detalhes sobre a situação. “Seguimos trabalhando e, por enquanto, não temos informações sobre as mudanças nas ADRs”, destaca Remor. A equipe de reportagem do Notisul entrou em contato com o secretário da Regional de Braço do Norte, no entanto, as ligações não foram atendidas, mais uma vez. 

Com o intuito de aproximar o governo do Estado e os moradores de Santa Catarina, foram utilizados os órgãos descentralizadores de administração direta. Antes Secretaria de Desenvolvimento Regional (SDR), inauguradas em 2003, pelo ex-governador Luiz Henrique da Silveira, atualmente Agências de Desenvolvimento Regional (ADR), desde 2015, que são responsáveis por motivar a integração e a participação da sociedade para, de forma planejada, implementar e executar políticas públicas no Estado.