O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) promoveu mais uma mudança na chefia de órgãos importantes do governo federal ligados à cultura. O ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, assinou portaria que exonera a presidente do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), Katia Santos Bogea.

No lugar de Katia, assume Luciana Rocha Feres. Ela é arquiteta e urbanista, professora e consultora na área de patrimônio cultural.

Perfil nas redes sociais indica que Luciana já ocupou cargo de direção na Fundação Municipal de Cultura da Prefeitura de Belo Horizonte (MG) e de gerente cultural no Sesc Minas Gerais.

A exoneração da atual presidente já era esperada no governo. Isso porque o novo secretário de Cultura nomeado por Bolsonaro, Roberto Alvim, deu início à troca de nome em diferentes órgãos e a Frente Parlamentar em Defesa do Patrimônio Histórico e Nacional da Câmara, presidida pelo deputado Hildo Rocha (MDB-MA), havia pedido a Bolsonaro para manter Katia no cargo. (