Em época de democracia, é importante que o eleitor entenda que votar é ser cidadão participativo da vida política e social de sua cidade. Quando o eleitor é filiado a um partido, ele tem condições de votar e ser votado.
Para que entendam o porquê das informações de cidadania que acabei de expressar, faço uma retrospectiva de minha vida. Em 2007 fui convidada a filiar-me ao PTB de Tubarão, algo que, sinceramente, poderia ter feito há mais de 20 anos, devido ao meu envolvimento constante com trabalhos sociais e os bons resultados que obtive como cidadã no papel social a na vida pública.

Comecei na cidade de Bagé, no Rio Grande do Sul, nos anos 80. Eu e um grupo de mulheres tivemos a força e a coragem de lutar pelos direitos dos consumidores. Eu morava em uma vila residencial que não tinha uma escola municipal ou estadual. Com nossa mobilização construímos não somente a escola, como a primeira igreja ecumênica da vila. Participei de ações para que pudéssemos, depois, construir a biblioteca da escola. Valeu a pena lutar! Aparentemente, o resultado é simples para quem não vivenciou, mas foi um dos momentos mais especiais para quem morava lá na época. Conseguimos a escola e a linda igreja ecumênica!

As festas gaúchas eram várias. Voluntariamente organizávamos tudo para que pudéssemos, com nossa dedicação, encontrar formas para viabilizar as mudanças na vila, melhorando as condições de vida de todos aqueles moradores.
Ainda no Rio Grande Sul, estimulei amigas e donas de casa a controlar o valor dos preços dos produtos, pois era uma grande batalha na época do plano cruzado. Já em Tubarão, tive a necessidade de fazer uma pesquisa sobre a infraestrutura do município para um trabalho escolar do meu filho, quando então a Rádio Tubá me indicou a vereadora Lúcia Flávia. Ela prontamente me deu toda a informação necessária.

Com o nosso relacionamento, e acredito que pelo meu perfil, Lúcia Flávia convidou-me para a criação da Assossiação das Donas de Casas e Consumidores (Adocon). Em Florianópolis já existia a instituição. É incrível refletir e pensar como o tempo passa rápido e quantas coisas pude participar junto à Adocon, com a prioridade em educar para o consumo com base no Código de Defesa do Consumidor e Cidadania. Ações de grande luta, destacando, por exemplo, o movimento pela duplicação da BR-101 “Por amor à vida. Duplicação já!”, a luta pelo combate à dengue, pela melhoria na qualidade dos produtos de origem animal, as campanhas para a limpeza das ruas, as mais variadas pesquisa de preços; participando nas políticas públicas, através de conselhos, palestras e campanhas. E ainda defendendo e orientando os cidadãos nos seus direitos e deveres.

Hoje, a Adocon participa do Fórum Nacional de Defesa do Consumidor (FNECDC), por esse motivo temos representado Tubarão em vários congressos pelo Brasil. Com o trabalho de cidadania feito através da Adocon, tive a oportunidade de participar do conselho consultivo do Hospital Nossa Senhora da Conceição e participar, na mesma instituição de saúde, da criação da Associação Mãos Que Salvam Vidas (Amavi), onde estive como a primeira presidenta da entidade da qual muito me orgulho de ser participante. Atualmente, o grupo é presidido por Ivo Prim que, juntamente com outros empresários, realizam um trabalho de cidadania naquela instituição.

Por isso, concluo que foi tudo isso que me levou a ser convidada a estar na vida política do PTB. E foi no ano de 2008 que decidi entrar para a política e continuar fazendo o mesmo que fiz nesses últimos 20 anos através do meu conhecimento, da minha dedicação e minha responsabilidade como cidadã. Para mim, trabalhar pelo social é tão gratificante que minhas forças nesse sentido serão as mesmas sempre, seja na vida política, seja na vida de voluntária, seja na vida de cidadã.
Agora, como presidenta do PTB de Tubarão, o meu objetivo é manter o partido forte, contribuindo para o município na vida política, econômica e social. Que oportunize cidadãos a serem filiados, que a comissão provisória de tantos anos venha ser um diretório.