Provavelmente, irei me arrepender, porque depois desse artigo você não precisará mais assistir palestras e treinamentos para saber como fazer seu negócio dar certo. Ou seja, prejuízo para mim que vivo disso. Mesmo assim, vamos lá.
 
Primeiro o mais importante: o gargalo da empresa está, como nas garrafas, em cima. Significa que o líder é o principal responsável por tudo que acontece na empresa. No meu livro a culpa é do gerente, digo, entre outras coisas, que gerentes são responsáveis diretos por 85% das demissões e 94% da motivação da equipe. Levou um susto? Tem mais. Um líder deve ter somente duas preocupações: pessoas e clientes. O resto… é o resto. Se você passa mais tempo apagando incêndios do que vendendo, busque uma vaga no Corpo de Bombeiros. Permita-me uma pergunta: quanto do seu orçamento anual é reservado para treinar a equipe e você? Ou você é daqueles que acham que não precisa treinar? Que todos estão prontos para enfrentar concorrentes mais qualificados e treinados? Que você, como chefe, já sabe tudo? Vai sonhando…
 
Por outro lado, pare de mandar para treinamentos quem não tem talento. Treinamento não fornece talento. Burila talento. Um funcionário sem talento melhora 5% com treinamento. Um funcionário talentoso melhora 80%. Pegou? Você fica mais tempo no escritório brincando de chefe do que em  contato com clientes? Quando for à falência, me avise que quero participar do leilão judicial e comprar algumas coisas. Algum palestrante motivacional disse que uma palestra motiva a equipe? Atire um ovo nele na próxima vez. A motivação é intrínseca, nasce dentro das pessoas, mas o líder pode remover da vida dos funcionários os desmotivadores, fatores que impedem que a automotivação se instale. Seus vendedores estão vendendo somente um item em cada interação? Lamento, mas sua empresa ainda não está ganhando dinheiro. Os vendedores externos passam mais tempo apresentando o produto do que fazendo o diagnóstico da necessidade do cliente? Melhor ficarem em casa. Você fica reclamando daquele funcionário que não se compromete, não veste a camisa, etc? Quem contratou esse funcionário? Você acha que visitar o concorrente é bobagem? Acredite, não é. Sua empresa é ótima para vender, mas péssima para cobrar? Quando é mesmo o leilão? 
 
Eu sei. Você deve estar pensando: “esse carequinha (eu) deve achar que não sei todas essas coisas”. Sei que sabe. Mas faz?
Vou ficar aqui. Torcendo pelo seu sucesso.