Apollo 11 foi a quinta missão tripulada do programa Apollo. Tripulada pelos astronautas Neil Armstrong, Edwin “Buzz” Aldrin e Michael Collins, alcançaram supostamente seu objetivo no dia 20 de julho de 1969. Portanto, na próximo segunda-feira, faz 40 anos que o homem pisou pela primeira vez em solo lunar.

Passados tantos anos do fato histórico, ainda existem muitas pessoas que duvidam que o homem tenha chegado à lua. Os incrédulos alegam que, na época, era impossível a comunicação da lua com a Nasa na Terra em tempo real, como foi feito na ocasião. Também alegam que os filmes fotográficos não resistiriam a enormes variação de temperatura que oscilada entre -153° C e +107° C, nem mesmo hoje existem filmes que resistam a esta mudança de tempo. E ainda outros fatores que colocam em dúvida a conquista norteamericana. Em contrapartida, algumas pessoas acreditam piamente que o fato ocorreu realmente. Quem não acredita diz que quem acredita é maluco. Quem acredita diz que quem não acredita é retardado. Sinceramente, para mim, não faz a menor diferença se o homem pisou ou não no astro brilhante.

A única coisa que tenho certeza é que, depois deste fato, os Estados Unidos da América firmaram-se como o país mais evoluído tecnologicamente do mundo. Sendo assim, atraíram investidores do planeta (Terra) inteiro, gerando lucro e poder, e hoje são os “donos do mundo” (inclusive da lua). É indiferente se este fato histórico, ou mentira histórica, realmente ocorreu. Nem fico investigando ou procurando indícios do ocorrido, seria uma preocupação desnecessária para minha cabeça. Tenho coisas mais importantes a fazer. Se foi um golpe dos americanos para se tornar uma potência mundial, eu não sei, tire suas próprias conclusões. O que me preocupa realmente é o planeta onde vivemos e firmamos nossos pés.

Há tempos, sofremos com a degradação ambiental tais como queimadas, poluição dos mananciais, destruição da Amazônia. Grandes indústrias lançam no ar fumaça tóxica e no solo despejam produtos químicos que poluem nosso rico solo. Crimes contra a fauna e a flora de forma geral. Além da falta de consideração com o meio ambiente, o homem não respeita nem ao menos o seu semelhante. Enquanto uns estão fartos de luxo dentro de seus carrões importados, outros passam fome nas esquinas, embaixo de viadutos, passando necessidade, frio e humilhação. A violência contra as crianças, corrupção de quem devia nos proteger a falta de ética de nossos representantes políticos, que a cada dia descobre-se uma nova falcatrua, e eles defendem-se dizendo que não sabiam de nada, escondidos atrás de uma rançosa imunidade parlamentar.

Bons projetos que poderiam beneficiar a população em tempo integral ficam engavetados para serem lançados na hora certa (época de eleição), tempo em que parece que eles têm uma ‘vara de condão’, pois ‘chove’ obra. E o pior é que nós vivemos ludibriados com coisas inúteis e esquecemos do que realmente é importante. Não sei se o homem pisou ou não na lua, o que importa isso? Mas uma coisa eu tenho certeza: Faz tempo que vivemos no ‘mundo da lua’.