“Quem tem um amigo tem um grande tesouro!”

Para a nossa família, o ano de 2010 foi um ano de grandes desafios. Traçamos muitas metas e planos. Realizamos muitos sonhos, porém, no momento em que nossos corações saltitavam de emoção, orgulho e satisfação pelo dever cumprido, pela alegria que emanavam dos olhares e corações das nossas filhas Diélly (médica) e Gislayne (dentista)… uma grande tragédia se abateu sobre a nossa edificada família, transformando nossos momentos de glória em uma dor profunda. É… Deus passou bastante cedo em nosso jardim e colheu as mais lindas flores que perfumavam as nossas vidas, juntamente com a nossa princesinha Daniélly. Embora a todo momento procuramos respostas, ainda não entendemos por que Deus interrompe os sonhos e projetos de pessoas do bem.
 

Uma janela enorme se fechou para nós, mas não poderíamos deixar que este triste ano findasse sem que viéssemos externar a nossa gratidão a todos que se solidarizaram conosco: a rápida ação das várias ambulâncias do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), do Corpo de Bombeiros de Paulo Lopes, de Garopaba e Palhoça, o Helicóptero Arcanjo 3 da Polícia Militar de Florianópolis, a equipe de profissionais, especialistas e técnicos do Hospital Regional de São José; o Dr Evandro Thompson Antunes e Dr. Vânio Favaro, que articularam a minha transferência do Hospital Regional de São José, me instalaram e acolheram em um espaço privilegiado do Hospital e Maternidade Socimed, o HNSC, a Pró-Vida, a Unisul, a Aproet… Sem palavras, manifestamos a nossa gratidão aos amigos que ficaram de sentinela: Dra. Zélia Baldessar, Thatyana Soares, Esio Mendes Cunha, Jupira e Cândida Tasso, Sâmara Flores, Miriam Bora, Clésio A. Carvalho, Aleir Martins, Paulina e Andréa Wronski… enfim, agradecemos as orações e manifestações de carinho, de solidariedade recebidas de familiares, de amigos e de tantas outras pessoas, que se juntaram a nós, dividindo o grande sentimento da perda e a tristeza de ver partir, ao encontro do Pai Celestial, as pessoas que mais amamos.
 

Deus levou grande parte de nós, mas, por algum propósito e na sua infinita bondade, através das mãos dos médicos que me assistiram, em especial Dr. Marcelo (cirurgião – Hospital Regional São José), Dr. Eduardo Walczewski (cirurgião Socimed), Dr. Jaime de Souza Gelosa (cirurgião HNSC), Dr. Lawrence de Luca Dias (clínico geral Pró-Vida/HNSC) e Dra. Zélia Baldessar (hematologista Pró-Vida/HNSC), guiados por Deus, o médico dos médicos e, certamente, com a intercessão da minha primogênita Diélly, “médica”, a mim fora concedida a graça de continuar trilhando pelos vales da vida, com o meu esposo Emilson e com a nossa princesinha, a caçula Daniélly, com nossos familiares e amigos. A todos vocês, que estiveram ao meu lado, na sublime missão de me fazer acreditar e lutar pela vida, revelando-se profissionais competentes, grandes amigos e psicólogos, no momento em que o mundo parecia acabar… talvez não encontrassem as palavras certas para me dizer, mas investigaram e interviram nos meus traumas e problemas, causados pelo trágico acidente, pela fatalidade do dia 22/09, em Paulo Lopes/SC. A vocês, doutores, amigos que comungaram da nossa dor imensurável, a nossa eterna gratidão!
 

Uma das grandes bênçãos da minha vida é a experiência que os anos vividos me concederam, como a graça de ter dado a vida, os dias, meses e anos que marcaram a existência e as obras das nossas estrelas, as amizades que construímos e cultivamos, a confiança que conquistamos, os frutos que colhemos e a fé que propagamos ao longo da nossa caminhada. Rogamos para que Deus nos aponte o caminho para aceitarmos o presente, que conforte as nossas lágrimas da saudade e do amor. Que o sopro dos ventos nos impulsione a continuarmos a missão que o criador confiou para nós e, quem sabe um dia, não muito distante, sentindo as luzes das nossas estrelas brilhando no céu e em nosso interior, voltaremos a sorrir.
 

Nossos lares estarão sempre de portas abertas para recebê-los, para estreitarmos os laços que nos uniram. Temos certeza que dos Céus a nossa estrela Diélly, de mãos dadas com a nossa Gislayne e abraçadas com a minha mãezinha Leotildes, movidas de gratidão e respeito, estarão orando por vocês, remetendo-lhes, diariamente, os votos de sucesso profissional, felicidades e realização pessoal.
O peso do ano que se finda ainda está muito presente sobre nossos ombros! Desejamos que vocês nunca deixem que nenhuma nuvem esconda o sol que brilha e a alegria que emana de seus olhares, que nos aqueceu no momento que mais precisávamos. Um dia, nos encontraremos no mais belo jardim e nos juntaremos às nossas mais belas flores. Um abraço, forte, fraterno e carinhoso a todos.