Deus me trouxe da diocese de Pelotas para a diocese de Tubarão há cinco anos. Agora, Ele me leva da diocese de Tubarão de volta para a diocese de Pelotas. Um plano divino misterioso (sempre humanamente à primeira vista incompreensível), que se desenha como vontade de Deus, expressa através da vontade da igreja e da nomeação pelo papa Bento 16.

Coloquei como lema de minha consagração presbiteral: “Eis-me aqui, Senhor!”. Mais uma vez, é hora de vivê-lo generosamente. Por isso, embora sentindo muito deixar, neste momento, a diocese de Tubarão, que amei de todo o coração nestes cinco anos de atuação como bispo, retorno com alegria e com mente e coração abertos para Pelotas (como já fiz quando fui como bispo auxiliar em 2002). Mente aberta para entender, valorizar e promover a vida eclesial naquela igreja particular. Coração aberto para acolher e amar a todas as ovelhas a mim confiadas agora como bispo titular.

Coloquei também como lema de minha consagração episcopal: “In nomine Trinitatis!”. É em nome da Trindade que retornarei ao encontro do rebanho do Senhor que está em Pelotas, para também em nome Dela tudo viver e realizar. Peço ao Deus Trindade que eu saiba somar com todo aquele povo de Deus, pois sonho com uma igreja-comunhão que seja espelho da comunhão trinitária.

Vim também há cinco anos para a diocese de Tubarão com o mesmo espírito do meu lema episcopal: “Em Nome da Trindade”. E fui impressionantemente bem acolhido e amado por todos(as). De minha parte, amei essa igreja particular de Tubarão com todas as minhas forças. Vivenciei, como bispo, junto com todos(as) momentos significativos: o Jubileu de Ouro da diocese, a beatificação da nossa jovem-mártir Albertina e uma tentativa de uma ação evangelizadora de comunhão. Com a graça de Deus sempre muito presente, fizemos juntos uma bonita experiência eclesial.

Agradeço a Deus Trindade – Pai Filho Espírito Santo – a experiência de pastor aqui na diocese de Tubarão. E foi rica em todos os sentidos! Agradeço a todos(as) que fizeram caminhada comigo: os presbíteros, os(as) religiosos(as), os seminaristas, os(as) candidatos(as) à vida religiosa, as lideranças pastorais, os(as) colaboradores(as) mais próximos(as), os(as) fiéis das 28 paróquias e 400 comunidades, as lideranças civis, os cidadãos e as cidadãs de toda a região que abrange a diocese de Tubarão.

Procurei de minha parte dar tudo de mim para construirmos juntos o Reino de Deus em nosso meio. Peço perdão por minhas limitações que certamente magoaram pessoas. Vim para cá acreditando e saio acreditando mais ainda na capacidade humana e cristã do povo de Deus que compõe a diocese de Tubarão.
Peço, por fim, a todos(as) que me acompanhem com sua amizade e com suas preces nesta nova missão na diocese de Pelotas. E que o nosso Deus Trindade – Pai Filho Espírito Santo -, por intercessão da bem-aventurada Albertina, abençoe intensamente a todos(as)!