Caros colegas acadêmicos do curso de direito da Unisul de Tubarão, na qualidade de presidente licenciado do Diretório Acadêmico de Direito de Tubarão (Dadit), venho através do presente artigo trazer a público, neste respeitado veículo de comunicação de nossa região, o Notisul, algumas questões relacionadas ao curso.
Neste ato, quero pedir à Universidade do Sul de Santa Catarina (Unisul) uma resposta para os acadêmicos sobre o compromisso assumido perante o Dadit, que, por sua vez, ainda aguarda ansiosamente a definição e a data de entrega dos mais de 700 notebooks solicitados anteriormente (1º semestre/2008).

Ademais, gostaria neste artigo de esclarecer aos acadêmicos que todo o processo (início e conclusão) do referido projeto foi concluído pelo Dadit já no semestre passado. E que a instituição espera ansiosa pela entrega dos notebooks, tanto quanto os próprios acadêmicos do curso de direito.
Assim, peço-lhes para que não culpem nenhum membro da atual gestão do Dadit (Integração Acadêmica), pois muito nos dedicamos e lutamos para que se concretizasse tal “sonho”. Muito menos ainda culpe a atual presidenta, a Cleimar De Bona. Pois, de fato, nós nada mais podemos fazer a não ser cobrar da universidade aquilo que ela nos garantiu anteriormente. E a cobrança nunca faltou de nossa parte perante a universidade, algo que lamentavelmente parece não ter causado nenhum efeito.

Quando ainda presidente do Dadit, objetivamos e concretizamos várias conquistas para o nosso diretório, eis algumas delas: sala própria para o Dadit, dois estagiários, móveis, computador, telefone, congressos, ônibus para o congresso de Gramado e a assembléia legislativa, jogos da integração (masc. e fem.), camisetas, solicitação e compra de vários livros para a biblioteca, projeto de inclusão digital, entre tantas outras conquistas…
Por isso, é importante ressaltar que todo o nosso trabalho já fora concluído, e é da Unisul a responsabilidade de conclusão desse programa, pois foi garantido para o Dadit e à própria coordenação do curso.