Ouvimos muitos comentários sobre a democracia brasileira, mas será que podemos dizer que um país onde o “voto obrigatório” ainda persiste e depois ainda temos que engolir calado, vendo e ouvindo tudo que os maus políticos andam fazendo com o dinheiro público, sem que sofram qualquer tipo de condenação, pode-se chamar de país democrático? Será?

Mas o pouco de democracia que ainda nos resta está com os dias contados, isso porque nossos “anjinhos” estão nos amordaçando com o chamado voto em lista, mais popularmente conhecido por eleição indireta, onde você não irá mais escolher seus candidatos, votará em uma lista feita por cada partido, elegendo a quantidade de candidatos, conforme o número de votos que o partido obteve, seguindo a classificação já apresentada em uma convenção interna. Um pouco complicado, mais vai ficar quase igual à eleição onde temos candidatos em chapa 1, chapa 2… Será que vamos aceitar isso em silêncio ou vamos ter que ressuscitar as campanhas de “Diretas Já” novamente?

Não pense que pararam por aí, ainda estão aprovando a lei onde o dinheiro público vai financiar as campanhas políticas, sendo proibido aceitar dinheiro privado, ou seja, além de cortar nossa língua não deixando exercer o direito ao voto direto, vão furar nossos olhos e arrancar nosso cérebro para ninguém mais ver e nem acreditar que existe o tal de “caixa 2” financiando alguns políticos, sem contar que a verba que não existe pra melhorar a saúde, para fazer mais casas populares, para construção de universidades federais, trazendo benefício à população carente, ou seja, esse dinheiro que hoje não tem como investir em você, vai aparecer como num conto de mágica para financiar campanhas daqueles que vão ser eleito pelos partidos para trabalhar para você. Que lindo! Até emociona. Por isso que me sinto um fã desses políticos. Um fa-ntoche.
E viva a democracia!