E m Santa Catarina, vários povos contribuíram para a formação da identidade multicultural que caracteriza o nosso estado, dentre eles, podemos destacar os povos indígenas, os vicentinos, os tropeiros, os açorianos, os eslavos, os alemães e os italianos que enfatizaremos neste artigo. 
 
No século 19, chegaram os italianos, a maior corrente migratória recebida por Santa Catarina, estabelecendo-se principalmente no litoral sul. Na Europa, eles enfrentaram muitas dificuldades, fazendo-os virem para o Brasil. Assim, estabeleceram-se em diversas regiões catarinenses, como Criciúma, Urussanga, Nova Veneza, Nova Trento, Tubarão. 
 
Entre os italianos, destacamos a família Guarezi, que se instalou em Tubarão, na região sul catarinense. Em especial, a figura do sr. Alcinei Nandi Guarezi (foto – carinhosamente chamado de “Nego das Molas”), que mesmo com pouca formação escolar e escassos recursos financeiros conseguiu transformar seus sonhos em realidade. Tubarão agradece!
 
Aos 21 anos de idade, o sr. Alcinei montou uma pequena olaria, com 15 funcionários. Depois, desenvolveu outras atividades, vencendo barreiras, até que, atualmente, dirige uma empresa de, aproximadamente, 100 funcionários. 
 
Aos 60 anos de idade, o sr. Alcinei Nandi Guarezi não pensa em aposentadoria ou mesmo fechar as “portas” de sua empresa. É um empreendedor tubaronense que através de pequenas iniciativas adquiriu um grande patrimônio econômico, gerando empregos e renda para muitas pessoas. 
 
Dornelas (2008, p. 22) salienta a participação coletiva e do processo empreendedor dizendo que “empreendedorismo é o envolvimento de pessoas e processos que, em conjunto, levam a transformação de ideias em oportunidades. E a perfeita implementação destas oportunidades leva à criação de negócios de sucesso”. Refletindo, pode-se, então, dizer que uma ação empreendedora não é exclusivamente privilégio de pessoas que têm esta característica inata.
 
Pode-se afirmar, assim, que empreendedores como o sr. Alcinei Nandi Guarezi são pessoas diferenciadas, que possuem motivação singular. Apaixonadas pelo que fazem, não se contentam em ser mais um na multidão, pois procuram sempre mudar as coisas; são inquietos, percebem como ninguém as oportunidades de negócio.
 
O empreendedor mobiliza recursos para concretizar sonhos. É capaz de enfrentar riscos, para fazer diferença. Portanto, sigamos o exemplo do sr. Alcinei. Certamente, os tubaronenses ficarão gratos com a nova dinâmica.