Todos conhecemos a situação de calamidade pública resultante das enchentes e deslizamentos que assolaram nosso estado, graças, muito também, aos meios de comunicação social. Aliás, esse é um lado da grande missão que lhes cabe: informar objetivamente e ajudar a formar uma consciência de cidadania solidária.
Pois essa situação de calamidade fez brotar uma onda de solidariedade em todo o nosso estado, e também em todo o território nacional. Criativamente (sim, o amor sempre é criativo) surgiram muitas campanhas de solidariedade. São grupos, são empresas, sem entidades… de toda ordem, mobilizando-se para arrecadar o que é mais e urgentemente necessário para os milhares de flagelados.

Também a nossa diocese de Tubarão veio se juntar a essas iniciativas e lançou a Campanha “SOS – Enchentes”. Consiste em fazer uma arrecadação de roupas e alimentos nas 27 paróquias com suas 400 comunidades que serão encaminhadas às paróquias atingidas da Arquidiocese de Florianópolis e da Diocese de Blumenau. A doação poderá ser dirigida às secretarias das paróquias ao longo da semana ou ser levada no próximo domingo, 7 de dezembro, quando os fiéis participam das celebrações em todas as comunidades. Além da arrecadação de roupas e alimentos, também no dia 7 de dezembro, segundo domingo do advento, em todas as celebrações litúrgicas, será feita uma coleta financeira que será também encaminhada à Ação Social Arquidiocesana de Florianópolis e à “Caritas” da Diocese de Blumenau.

Sabemos que essas duas entidades estão bem organizadas em relação à ajuda dos necessitados, o que nos dá garantia para o destino certo de nossas doações aos flagelados. Em tempo: a nossa “Caritas” da Diocese de Tubarão já repassou R$ 10 mil a essas duas entidades, quantia essa ainda da coleta da Campanha da Fraternidade deste ano de 2008.
A nossa campanha diocesana “SOS – Enchentes”, como já escrevi na carta dirigida a todas as paróquias e comunidades, quer ser “uma expressão também de nossa gratidão pela ajuda que nós recebemos por ocasião da enchente de 1974 aqui em Tubarão e uma oportunidade de vivenciarmos o nosso ser cristão e sermos verdadeiramente irmãos com os necessitados”.

Nessa onda de solidariedade local, estadual e nacional, também o nosso papa Bento 16 veio se aliar. Em uma mensagem dirigida ao arcebispo metropolitano de Florianópolis e presidente do Regional Sul 4 da CNBB, Dom Murilo Krieger, o secretário do estado de sua santidade, cardeal Tarcísio Bertone, escreve: “O Santo Padre, ao tomar conhecimento, com profundo pesar, das trágicas e lutuosas consequências das chuvas torrenciais destes últimos dias que atingiram o estado de Santa Catarina, deseja afirmar-se espiritualmente presente nesta hora de dor com as famílias das vítimas e com os milhares de desalojados e desabrigados desta enorme tragédia ambiental. Nesta ocasião, ao sufragar os falecidos, sua santidade implora de Deus misericordioso a assistência e a consolação para todos os sinistrados e quantos sofrem física e moralmente com propiciadora bênção apostólica, extensiva ao povo catarinense e aos que se engajaram nas campanhas de solidariedade”.
Louvemos a Deus por essa onda de solidariedade. Essa é uma onda que vale a pena!