#Pracegover foto: na imagem há caixas de medicamentos
#Pracegover foto: na imagem há caixas de medicamentos

A Agência de Medicamentos e Alimentos dos Estados Unidos (FDA, em inglês) resolveu ser um pouco mais incisiva ao contraindicar a ivermectina para o tratamento de Covid-19. Em uma publicação nas redes sociais, a agência reguladora compartilhou um artigo explicativo sobre o medicamento com a seguinte frase: “Você não é um cavalo. Você não é uma vaca. Sério, todos. Parem com isso.”

“Parece haver um interesse crescente em uma droga chamada ivermectina para tratar humanos com Covid-19. A ivermectina é frequentemente usada nos Estados Unidos para tratar ou prevenir parasitas em animais. A FDA recebeu vários relatórios de pacientes que necessitaram de suporte médico e foram hospitalizados após se automedicarem com ivermectina destinada a cavalos”, diz nota da agência, ressaltando que não há aprovação desta droga para o tratamento de Covid-19.

A ivermectina é um antiparasitário autorizado para doenças muito específicas, como piolho e sarna. No ano passado, aqui no Brasil, também foram registrados casos de pessoas que buscavam ivermectina em lojas de produtos agropecuários para o uso em pacientes com Covid-19.

“É importante observar que esses produtos são diferentes daqueles para pessoas e seguros quando usados conforme prescrito apenas para animais”, salienta a FDA.

Nos EUA, o medicamento requer prescrição médica, o que justificaria a busca irresponsável por versões de uso veterinário. Mas mesmo a ivermectina aprovada para adultos não tem qualquer efeito benéfico contra a Covid-19.

Um grande estudo publicado na mais importante revista de infectologia, a Clinical Infectious Diseases, da Oxford University Press, concluiu por meio do mais alto nível de evidência científica que a ivermectina é inútil para a infecção pelo coronavírus.

Os autores concluíram que “em comparação com tratamento padrão ou placebo, a ivermectina não reduziu todas as causas de mortalidade, tempo de internação ou depuração viral em estudos controlados por placebo em pacientes com Covid-19, principalmente com doença leve”. E acrescenta: “ivermectina não é uma opção viável para tratar pacientes com Covid-19”.

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul

Fonte: Correio do Povo