A comitiva esteve na Costa do Descobrimento e na Costa das Baleias, região similar às catarinenses  -  Foto:Sebrae-SC/Divulgação/Notisul
A comitiva esteve na Costa do Descobrimento e na Costa das Baleias, região similar às catarinenses - Foto:Sebrae-SC/Divulgação/Notisul

Imbituba

A elaboração do planejamento do projeto de fortalecimento do turismo de observação de baleias no litoral catarinense ganha corpo com o conteúdo agregado em ações, como a recente missão técnica empresarial à Bahia. A comitiva, constituída de empreendedores, secretários de turismo e profissionais liberais de Imbituba, Garopaba e Laguna, representantes do Sebrae/SC e Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), esteve na Costa do Descobrimento e na Costa das Baleias. A região é similar às catarinenses com  o trabalho conjunto dos três municípios (Porto Seguro, Caravelas e Prado), além do sol, mar e o ecoturismo como atrações.

As impressões e percepções serão repassadas na reunião para validação do plano de marketing, prevista para a próxima terça-feira. “A missão foi muito positiva. Conseguimos o envolvimento de empresários dos setores de hospedagem, alimentação, receptivos turísticos, guias/condutores e entidades importantes do turismo. Uma rica troca de informações e visitas que permitiram aos participantes identificar potenciais produtos turísticos e idealizar técnicas para o seu desenvolvimento”, aponta a gestora local do projeto Rota da Baleia Franca, a analista do Sebrae Juliana Baldessar Ghizzo.

Referências
“Foram analisados restaurantes temáticos, museus, associações empresariais de turismo, meios de hospedagem e passeios, como o caso da visitação ao Parque Nacional Marinho de Abrolhos e outros atrativos culturais. Esse arquipélago proporciona a observação de grupos de baleias Jubarte no trajeto de barco”, detalha o consultor do Sebrae/SC, Rafael Freitag.

As paisagens vistas na Bahia encantaram o empresário Jeser Batista, de Imbituba, porém o deslumbre veio acompanhado da sensação de que a natureza também é muito generosa no litoral sul catarinense. “Temos tudo aqui. Só falta organizar o ecoturismo regional e sermos fortes com os três municípios juntos. Temos as baleias franca, os botos de laguna, as aves das lagoas e ainda os atrativos culturais na região", lista o empreendedor.

A percepção de Jeser foi unânime entre os participantes da missão. Este entendimento vai ao encontro do objetivo do Sebrae ao promover a atividade. “A visita de benchmarking é um processo de comparação e visa verificar as organizações, produtos, processos e estratégias. Permite que os empresários criem referências para se tornarem mais competitivos”, pontua.