#Pracegover Foto: na imagem há mãos e um recipiente com cinzas
#Pracegover Foto: na imagem há mãos e um recipiente com cinzas

A Diocese de Tubarão, celebra nesta quarta-feira (2) as missas que dão início ao período da Quaresma. A Quarta-feira de Cinzas marca o início da preparação para a Semana Santa. Durante as missas, cinzas são colocadas sobre a testa dos fiéis. O gesto significa humildade, a partir do entendimento de que cada pessoa veio do pó e ao pó voltará.

A Quarta-feira de Cinzas para os católicos marca um período de 40 dias em que a Igreja se prepara para celebrar a Páscoa, que lembra a trajetória da paixão, morte e ressurreição de Jesus Cristo. Um momento em que os cristãos são chamados ao jejum, oração e caridade. A data marca, também, a abertura da Campanha da Fraternidade que neste ano tem o tema “Fraternidade e Educação” e lema “Fala com sabedoria, ensina com amor”.

Conforme o pároco da igreja de Humaitá, na Cidade Azul, padre Rafael Uliano, é importante termos presente que seremos motivados para colocarmos em prática a oração, a caridade e o jejum. “A oração é o nosso compromisso com Deus, a caridade é o nosso compromisso com o próximo e o jejum é o compromisso conosco de educarmos o nosso corpo. Além de jejuar o alimento, há também, por exemplo, o jejuar as redes sociais. O tempo que aquela pessoa não utilizada a rede, ela não pode dizer apenas não fiz uso disso, mas ela deve dedicar a sua família, visitar um doente, um orfanato ou o asilo. Aquilo que nos abstemos deve ser convertido ou transformado em dedicação para o outro”, explica.

Com a imposição das cinzas, por exemplo, é iniciado um período relevante para todo cristão que deseja se preparar para viver o mistério pascal, a paixão, morte e ressurreição de Jesus. As cinzas, símbolos da fragilidade e pequenez humana, são um apelo à conversão. De acordo com  a Igreja Católica, a Quaresma é tempo de conversão, silêncio, oração, penitência e caridade.

As cinzas utilizadas neste ritual provêm da queima dos ramos abençoados no Domingo de Ramos do ano anterior. A estas cinzas mistura-se água benta. De acordo com a tradição, o celebrante desta cerimônia utiliza essas cinzas úmidas para sinalizar uma cruz na fronte de cada fiel, proferindo a frase “Lembra-te que és pó e que ao pó voltarás” ou a frase “Convertei-vos e crede no Evangelho”.

Na Quarta-feira de Cinzas (e na Sexta-feira Santa) a Igreja Católica aconselha os fiéis a fazerem jejum e a não comerem carne. Esta tradição já existe há muitos anos e tem como propósito fazer com que os fiéis tomem parte do sacrifício de Jesus. Assim como Jesus se sacrificou na cruz, aquele que crê também pode fazer um sacrifício, abstendo-se de uma coisa que gosta, neste caso, a carne.

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul