A Fundação Municipal de Saúde (FMS) de Tubarão pretende conhecer melhor as sequelas que a Covid-19 pode deixar em pacientes que foram internados por causa da doença. O monitoramento, feito em parceria com a Unisul, iniciou mês passado.

Desde então, 36 pacientes, especialmente os que tiveram complicações, compareceram ao ambulatório para a avaliação.

O diretor-presidente da Fundação Municipal de Saúde, Daisson Trevisol, explica que ainda pouco se sabe sobre as implicações que podem ocorrer à saúde das pessoas que foram acometidas pelo novo coronavírus.

“Não temos muitas indicações do que pode acontecer depois que o paciente recebe alta do hospital, qual a evolução, se apresenta algum problema. Por isso, vamos fazer o acompanhamento, principalmente para evitar um desfecho desfavorável. E, ao mesmo tempo, obter dados que possam nos dar um indicativo do que ocorre com a maioria dos pacientes depois da internação”, afirma.

Como é o atendimento
O atendimento dos pacientes é feito por uma equipe multiprofissional, que incluiu profissionais de enfermagem, médico especialista, profissionais de educação física, nutrição, psicologia, fisioterapia e farmácia. “Esse trabalho servirá como uma atividade de extensão e pesquisa para a universidade, como também atenderá à saúde pública, como um suporte aos pacientes, já que poderá apontar dados mais específicos de como a doença se comporta no organismo do ser humano, principalmente depois de uma internação”, finaliza.
Foto: Freekip/DivulgaçãoNotisul

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul