#Pracegover Foto: na imagem há chinelos, meias e gramado
#Pracegover Foto: na imagem há chinelos, meias e gramado

Nada é mais confortável nos pés do que o chinelo. Esse acessório é, sem dúvidas, um dos calçados preferidos dos brasileiros, em especial dos catarinenses. Antes, muitas pessoas utilizavam somente em suas residências, mas de uns tempos para cá, o chinelo é utilizado em qualquer ocasião, inclusive com meia.

Ir ao supermercado, na farmácia e na universidade com este calçado é comum. Na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), por exemplo, essa situação é vista muitas vezes como corriqueira. Com as temperaturas mais amenas nos últimos dias, inúmeras pessoas passaram a circular pelas ruas da região com chinelo e meia.

Durante a pandemia, no isolamento social, os chinelos e as meias foram itens quase que obrigatórios nas casas com os trabalhos home office. Se a dobradinha no passado era praticamente proibida no mundo da moda, agora não é mais considerada brega.

A professora universitária do curso de moda da Unisul e da Faculdade Senac, Josileni Della Giustina, conta que há alguns anos o uso de meias e chinelos realmente era visto com brega, típico de inverno. “Hoje em dia o seu uso é comum e aceito principalmente pelos jovens e pessoas mais descoladas, os chamados estilo criativo! É uma combinação fashion, com meias coloridas, chinelos e sandália”, pontua.

Ela destaca que esse look compõe um estilo despojado e criativo. “Além de padaria, mercado e faculdade também podemos ver as pessoas utilizando em  shopping e bares”, afirma a profissional.

Suellen Vieira, professora universitária do curso de moda da Unisul e designer de moda ressalta que a pandemia trouxe esse ‘ar’ de intimidade para as pessoas. “Por isso, muitas peças que antes eram utilizadas dentro de casa, começaram a ser usadas nas ruas, assim como os pijamas de seda, que muitas pessoas aderiram como roupa de sair”, lembra.

Ela expõe que brega é concepção de gosto. “Pessoalmente, eu Suellen não usaria, não vejo como legal, mas isso é meu gosto pessoal. Nos desfiles de moda essa composição tem aparecido muito no Brasil e também fora do país”, conta a docente.

A estudante Renata Prado pontua que quem nunca usou para sair, com certeza, já usou para curtir o friozinho em casa. “A maciez das fibras envolvendo o pé, mais a facilidade de um chinelo, tornam-se o combo perfeito. Não há coisa melhor”, constata.

O auxiliar administrativo Bruno Arantes, conta que desde a infância foi adepto do combo e com o isolamento social, o uso da dupla passou a ser mais frequente. “Ficar em casa e sair usando um calçado confortável com meia é sempre uma boa pedida, utilizar um chinelo com meia é o melhor pedido. Não vamos sair com um chinelo e meia de qualquer jeito. A situação é tão bacana que você pode testar diferentes combinações, que podem ser de exageradas e extravagantes até mais discretas”, assegura.

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul