Maria Ysabelle e Maria Ysadora, 2, gêmeas siamesas separadas no dia 27 de outubro no Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto, interior de São Paulo, tiveram altar hospitalar nesta sexta-feira (7) e devem voltar para casa em Aquiraz, no Ceará.

Elas estavam internadas há 40 dias, desde que foram submetidas à quinta cirurgia para separação. Maria Ysabelle e Maria Ysadora nasceram grudadas pela cabeça.

O procedimento, chamado de separação de gêmeos craniópagos, é um marco na medicina brasileira. Foi realizado pela primeira vez no país e também na América Latina.

A operação foi realizada pela equipe do HC de Ribeirão Preto com a participação de cirurgiões do Montefiore Medical Center, em Nova York, referência em operações desse tipo.