As voluntárias fizeram a doação de 49 almofadas que beneficiarão as pacientes com câncer de mama  -  Foto:HNSC/Divulgação/Notisul
As voluntárias fizeram a doação de 49 almofadas que beneficiarão as pacientes com câncer de mama - Foto:HNSC/Divulgação/Notisul

Tubarão

Cercada de sol e mar, um grupo de moradoras da comunidade da Cigana, próxima ao Farol de Santa Marta, em Laguna, dedica parte de seu tempo a auxiliar às pessoas que precisam. Por meio do projeto “Almofada do Coração”, realizado em todo o mundo, as voluntárias fizeram a doação de 49 almofadas que beneficiarão as pacientes que fazem tratamento devido à cirurgia de retirada das mamas, na unidade de oncologia do Hospital Nossa Senhora da Conceição (HNSC), de Tubarão. A doação foi intermediada pelo grupo de voluntárias da oncologia do hospital. 

O projeto foi descoberto nos Estados Unidos e divulgado por Janet Kramer Mai, especialista em câncer de mama, do Erlanger Breast Resource Center, em Chattanooga, Tennessee. Inspirado no exemplo de Janet, o projeto foi levado para a Dinamarca pela enfermeira Nancy Fries-Jensen, do Hospital Frederiksberg, de onde se espalhou por grande parte da Europa. Hoje a almofada do coração é usada por milhares de pacientes de câncer de mama.

A almofada é desenhada para facilitar o descanso do braço após o processo cirúrgico e conforme uma das doadoras, Suzana Gasrke Refatti, elas são projetadas com tamanho e peso iguais, que proporcionam mais conforto para as pacientes. “Ter a chance de entregar a almofada a uma dessas pacientes e ver a felicidade e o sorriso no rosto é muito gratificante”, diz emocionada. Ela é colocada debaixo do braço e traz benefícios como alivio da dor, redução do inchaço linfático provocado pela cirurgia, além de diminuir a tensão. A mesma pode ser utilizada debaixo do cinto de segurança do carro para proteger contra eventuais impactos.