A área da saúde se renova a cada dia para oferecer melhor assistência a todos os que precisam e estar atualizado é importante, seja para profissionais ou para quem está se preparando para o mercado de trabalho. Para oferecer capacitação para diversos públicos foi aberta ontem, a 1ª Semana de Conscientização à Humanização do Nascimento, propondo grande debate em torno do tema: o nascimento humanizado.

A abertura que ocorreu no bloco de saúde da Unisul contou com a fala de autoridades, dentre as quais, representantes da prefeitura – Joares Ponticelli e o diretor-presidente da Fundação Municipal de Saúde, Daisson José Trevisol – Câmara de Vereadores representada pelo vereador Paulo Henrique Lúcio, Glória Barcelos – enfermeira e representante do Hospital Nossa Senhora da Conceição; Adriana Elias – professora e representante da Unisul e Michele Wanderline – doula e representante da Associação de Doulas de Santa Catarina (Adosc).

Após a cerimônia de abertura, os participantes puderam conferir a mesa redonda: “A visão interdisciplinar no atendimento ao parto no município de Tubarão”, durante a qual foi comentada a relevância de priorizar a gestante como a protagonista do parto e como prepará-la para esse momento único. A enfermeira e coordenadora da Saúde da Mulher da cidade, Adriana Felisbino mediou os debates entre as participantes da mesa: Sandi de Oliveira – doula e associada da Adosc; Ângela Bergamo – médica obstetra; e Katiane B. Dorigon Machado – enfermeira obstetra.

Cerca de 150 pessoas participaram do primeiro dia do evento, o que representa para os profissionais da área da saúde o início de uma mudança positiva no acolhimento da Cidade Azul. “Precisamos ensiná-los e orientá-los para que todos os atendimentos sejam humanizados. Esses eventos são importantes, pois buscamos sempre fazer atividades para fortalecer o conhecimento de quem atende o paciente lá na ponta”, relata Daisson.

Nesta terça-feira, às 19h30, as gestantes e puérperas tiveram uma programação especial com a exibição do documentário ‘Renascimento do Parto I’, que relata detalhadamente o nascimento. Mais atividades ao longo da noite foram realizadas, como pintura no ventre das mamães e uma roda de conversa para tirar dúvidas sobre o tema. A programação foi ministrada pelas enfermeiras obstétricas Carolina Finoti e Maria Silésia Machado de Aguiar.

 A 1ª Semana de Conscientização à Humanização do Nascimento prossegue até quinta-feira. Nesta quarta, a programação inicia às 8h, no auditório do 201, do bloco da Saúde (Unisul).