A partir do dia 4 de maio, terá início um retorno gradual do trabalho presencial dos servidores estaduais de Santa Catarina, além daqueles serviços essenciais que já estavam autorizados. A novidade foi anunciada pelo governador Carlos Moisés em um pronunciamento na noite desta quinta-feira, 30. De acordo com o chefe do Executivo estadual, haverá um limite de 50% da capacidade das repartições, e os gestores locais terão autonomia para regular o retorno de seus subordinados.

O detalhamento do retorno gradual dos servidores, que foi determinado por um decreto, consta em uma instrução normativa. Ambos os documentos estão publicados no Diário Oficial do Estado (DOE). Segundo o governador, trata-se de uma medida responsável, feita com base técnica, dentro da política de convívio responsável em meio à pandemia de Covid-19.

“O retorno ocorrerá com regras, seguindo normas de segurança. Deverá se dar prioridade para o trabalho à distância, sempre que possível. Poderá ocorrer também a alternância de turnos. Haverá autonomia para o gestor”, relata o governador, destacando ainda que a saúde das pessoas do grupo de risco deverá ser resguardada.

Foto: Maurício Vieira/Secom