#Pracegover foto: na imagem há pessoas, ônibus escolar e grades
#Pracegover foto: na imagem há pessoas, ônibus escolar e grades

As Secretarias de Estado da Educação e da Administração estão com processo licitatório em andamento para ampliar a vigilância humana em todas as unidades de ensino da rede estadual. O objetivo é garantir segurança a todos os alunos, professores e funcionários das escolas de Santa Catarina.

A pedido das próprias escolas, está sendo providenciado aumento considerável de unidades para sediar o corpo de vigilância – de 235 para 1.101, quase cinco vezes o número atual – além de mais pontos de vigilância eletrônica, via alarmes (1,52 vezes o número atual) e mais circuitos de câmeras (1,8 vezes o número atual).

A preocupação em estender a segurança eletrônica e humana a todas as escolas foi intensificada após o incidente numa escola infantil de Saudades, no Oeste do Estado: em 4 de maio, um homem de 18 anos invadiu a Creche Aquarela armado com duas facas e provocou a morte de cinco pessoas. A tragédia causou preocupação em toda a comunidade escolar e levou o Governo do Estado a decidir ampliar o investimento em segurança da rede estadual.

Conforme o processo SED 24725/2019, o preço médio dos gastos com vigilância foi obtido mediante ampla cotação e seguindo Instrução Normativa Federal. Todos os processos licitatórios são regidos por lei específica e consideram contextos e circunstâncias para a contratação. Desta forma, a Secretaria de Educação define as necessidades do serviço nos termos de referência, que são enviados para a Secretaria de Estado da Administração elaborar o edital e efetivar a contratação, após realizados todos os trâmites dispostos na Lei.

Todas as fases dos processos licitatórios em questão podem ser analisadas junto aos processos SED 00024725/2019 e SED 00037070/2021, incluindo as justificativas de necessidade de contratação e de valores praticados no mercado.

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul

Fonte: Governo de Santa Catarina