Amanda Menger
Tubarão

O excesso de velocidade e o desrespeito à sinalização na SC-438 são os principais problemas observados pelos moradores do bairro São Martinho, de Tubarão. O ‘ponto da discórdia’ é o trevo alemão construído há cerca de dois anos, no quilômetro 6. Muitos condutores não fazem o contorno correto para sair da rodovia e entrar na rua José Alves dos Santos Passos, a geral do São Martinho. Com isso, os acidentes são constantes.

Para alertar as autoridades sobre o problema, a comunidade paralisará a rodovia hoje. A interrupção será de dez a 15 minutos, a partir das 14 horas. Durante a mobilização, a Polícia Militar Rodoviária (PMRv) irá monitorar o tráfego.
“Convidamos toda a população para participar deste protesto. Do jeito que está, não dá para continuar. A velocidade indicada é de 50 quilômetros por hora, mas tem veículo que passa por aqui, seguramente, a mais de 100 quilômetros por hora. Os motoristas não fazem o contorno correto e temos presenciado muitos acidentes”, argumenta o cabeleireiro Aílton Corrêa.

Os moradores reivindicam a colocação de uma lombada eletrônica e também a revisão do traçado do trevo. “Achávamos que, com o trevo, iria melhor à situação, mas hoje percebemos que não adiantou. O movimento é pacífico e não tem fins políticos. Só queremos evitar acidentes e mortes”, observa Aílton.