Zahyra Mattar
Jaguaruna

Os salários dos servidores municipais de Jaguaruna continuam a atrasar. Ontem, o Notisul recebeu informações de que pessoas que têm vencimentos mais altos e secretários estão há dois meses sem receber. O chefe de gabinete José de Araújo Delfino Júnior não confirma, mas admite que realmente há atraso de alguns dias no pagamentos dos funcionários. A exceção é para os professores. Eles receberam os vencimentos no quinto dia útil deste mês (segunda-feira).

O problema ocorre há cerca de seis meses. Ontem, vários funcionários procuraram o Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal de Jaguaruna (Sinserj) para reclamar. Contudo, lamenta a presidenta Zaine Alves Savi Goulart, ainda não houve resposta do Ministério Público quanto ao mandado de segurança impetrado pela entidade há três meses, a fim de garantir o recebimento dos salários sempre no quinto dia útil de cada mês.

“Estamos de mãos atadas. O prefeito (Inimar Felisbino Duarte – PMDB) não nos recebe. A maior preocupação agora é o pagamento do 13º salário. Teoricamente, isto deve ser pago até o dia 20 deste mês, mas não sabemos se isso vai ocorrer”, considera Zaine. O problema é gerado, explica o chefe de gabinete, pela baixa arrecadação do município e a grande quantidade de dívidas acumuladas de outras gestões.

“Nossa prioridade é o pagamento dos salários em dia, especialmente dos efetivos. Mas a falta de recursos realmente tem gerado atraso de alguns dias. Não há vencimentos não pagos a mais de um mês”, assegura Júnior. A previsão do chefe de gabinete é que os servidores efetivos recebam os seus salários até amanhã e os comissionados (secretários e diretores, por exemplo) na próxima semana.

Receita e despesa

A receita mensal da prefeitura de Jaguaruna gira em torno de R$ 1,8 milhão por mês. A folha de pagamento é de aproximadamente R$ 600 mil. Até o fim do ano, pode ser que haja uma espécie de reforma administrativa para enxugar ainda mais a estrutura.
Hoje, o executivo é formado por sete secretarias, cujos gestores recebem, mensalmente, cerca de R$ 3 mil. Os funcionários comissionados em cargos de diretores têm, vencimentos na casa de R$ 1,5 mil, aproximadamente. O prefeito recebe R$ 10,5 mil por mês.