As recentes confirmações de aumento de casos de novo coronavírus em diferentes localidades no mundo fizeram com que o Ministério da Saúde incluísse mais oito países na lista com alerta nacional. São eles: Itália, Alemanha, França, Irã, Emirados Árabes, Austrália, Filipinas e Malásia.

Agora, 16 países estão na mira da vigilância nacional sanitária. Passageiros vindos dessas nações merecerão atenção e serão tratados como possíveis infectados caso apresentem sintomas da doença.

Além da China, epicentro do Covid-19, já estavam na lista Japão, Singapura, Coreia do Sul, Coreia do Norte, Tailândia, Vietnã e Camboja. Por enquanto, há recomendação para restrição de viagens apenas para a China, onde foram confirmados cerca de 80 mil casos.

A mudança tem como objetivo aumentar a segurança e preparar a rede para a época de maior sazonalidade de síndromes respiratórias. É o que afirma o secretário de Vigilância em Saúde, Wanderson de Oliveira. “A declaração de emergência nacional serve para ampliar a capacidade de detecção, capacitar o sistema, adquirir insumos, preparar profissionais da saúde e mobilizar toda a sociedade. Esta primeira fase é de contenção”, detalha.

A expectativa do Ministério da Saúde é que, com a atualização, o número de casos suspeitos aumente nos próximos dias. De acordo com os últimos dados, quatro casos são investigados por possível infecção pelo novo coronavírus: dois vindos do Japão, um da Tailândia e outro da China. Outros 54 registros já foram descartados. Ainda não há confirmação da presença do vírus no Brasil. A Organização Mundial da Saúde já contabiliza mais de 2,6 mil mortes pelo novo coronavírus.

Alerta da OMS

Também nesta segunda-feira, a Organização Mundial da Saúde (OMS) alertou que o novo coronavírus tem potencial para se tornar uma pandemia, ou seja, uma epidemia em escala global.

Dois meses depois do surgimento do novo coronavírus no centro da China, mais cinco países anunciaram os primeiros casos de infecção: Afeganistão, Bahrein, Kuwait, Iraque e Omã, que decidiu suspender os voos com o Irã. Em todo o planeta, o número de mortes se aproxima de 2.700 e o de contágios, de 80 mil.