Foto: Prefeitura de Tubarão/Divulgação

Em uma noite de apreensão e medo, milhares de tubaronenses foram impactados com a notícia do possível transbordamento das águas do rio, repassada pelo prefeito Joares Ponticelli e pelo coordenador estadual da Defesa Civil, Anderson Cardoso, às 23h desta quarta-feira (4).

No meio da tarde as notícias eram as melhores do dia, com a previsão de diminuição dos volumes de chuvas em Tubarão. No entanto, as chuvas que já haviam ocorrido nos municípios que compõem a bacia hidrográfica do Rio Tubarão acabaram chegando com muita força na cidade, elevando o nível para 7 metros, às 4h. Neste nível, em alguns pontos, o rio saiu da calha, provocando alagamentos em alguns pontos do Centro e nos bairros mais baixos.

Os moradores das proximidades do rio foram orientados a deixarem suas casas e procurarem lugares mais altos para se abrigarem. Mais de 700 tubaronenses foram acolhidos em abrigos organizados ou apoiados pela Defesa Civil, mais da metade na Catedral Diocesana, onde passaram a noite.

Durante a noite a Defesa Civil, Bombeiros, Polícia Militar, Polícia Penal, Exército, Polícia Civil e Guarda Municipal, em forma de força tarefa, atenderam a centenas de ocorrências, principalmente de retirada de famílias de suas casas atingidas pelas águas.

Uma das ocorrências envolveu a ponte Manoel Alves dos Santos, no bairro Morrotes, onde uma balsa que se soltou de uma estrutura, acabou se chocando com a ponte, causando avarias no guarda-corpo. A Defesa Civil interditou o local. Outra intervenção no trânsito, que já ocorre desde a manhã de ontem, é a implantação de uma mão dupla provisória na Avenida Patrício Lima, indo da BR-101 até a Avenida Expedicionário José Pedro Coelho.

Uma queda de energia simultânea no Centro e em alguns bairros deixou milhares de residências sem luz. O retorno ocorreu apenas perto das 3h.

A marcação de 7 metros de cota das águas do rio permaneceu até às 7h, passando a baixar em torno de 5 cm por hora a partir de então. A previsão de chuvas para a região é pequena para as próximas horas, o que deve contribuir com a diminuição do volume do rio. E alguns momentos da manhã o sol chegou a aparecer.

 

Visita do Governador

O governador Carlos Moisés visitará os locais mais atingidos pelas inundações no início da tarde desta quinta-feira (05). Antes, participa de reunião com o prefeito Joares Ponticelli e autoridades da área de segurança pública, na sede da Defesa Civil do Estado em Tubarão.

 

O ocupação nos abrigos

Arena Multiuso (Vila Moema) – 47 pessoas
Salão Paroquial (Morrotes) – 50 pessoas
Catedral Diocesana (Centro) – 380 pessoas
Escola Faustina da Luz Patrício (Fábio Silva) – 80 pessoas
Assembléia de Deus (Recife) – 75 pessoas
Salão Paroquial (Passagem) – 45 pessoas
Igreja A Verdade que Liberta (Centro) – 29 pessoas
Centro de Treinamento da Epagri (Cetuba, bairro São Martinho) – 17 pessoas

Total: 723 pessoas