Florianópolis

A representatividade das mulheres na política será um dos temas abordados durante o Congresso de Liderança Política Feminina, que ocorrerá nos próximos dias 3 e 4 em Florianópolis. O evento, organizado pelo TRE-SC e pela Alesc, busca promover reflexões sobre assuntos envolvendo a participação das mulheres na política.

Um dos painéis, ‘Representatividade das Mulheres na Política’, trará a discussão das ações afirmativas pela igualdade de gênero na política, com a juíza federal Luísa Hickel Gamba. “A cota de gênero, o financiamento de campanhas, a obrigação de fazer propaganda e conscientização da participação da mulher, tudo isso já está em lei como uma ação afirmativa para a igualdade de gênero. Mas essas ações afirmativas e essa legislação são constantemente questionadas no Judiciário, por meio de ações judiciais ou até sob consultas à Justiça Eleitoral”, explicou a juíza.

Durante o painel, a magistrada abordará as principais questões que o Judiciário deve estar atento dentro desta temática. “É importante que o Judiciário esteja bem consciente do propósito dessa legislação e dessas ações afirmativas para efetivá-las quando for demandado. É preciso que o Judiciário contribua na implementação dessas ações afirmativas para que elas realmente cheguem ao seu intento, para que realmente se tenha um aumento da participação feminina na política que é o que essas ações afirmativas estão buscando”, esclareceu a juíza.

A mediação do painel ficará a cargo do diretor da Escola Judiciária Eleitoral de Santa Catarina, juiz Wilson Pereira Junior, e também contará com a presença da embaixadora da Venezuela no Brasil, María Teresa Belandria, da desembargadora Sônia Maria Schmitz, do Tribunal de Justiça de Santa Catarina, e da procuradora de justiça Gladys Afonso, do Ministério Público de SC.

Outras temáticas que serão abordadas durante o evento incluem políticas públicas para mulheres, as mulheres nos partidos políticos e o desenvolvimento de liderança no setor público. A organização do evento está a cargo da Escola Judiciária Eleitoral de Santa Catarina, por meio de seu diretor, juiz Wilson Pereira Jr., e da Escola do Legislativo catarinense, pela sua presidente, deputada Marlene Fengler.

Congresso terá oficinas e lançamento de edição especial da revista Resenha Eleitoral

As participantes do Congresso também poderão se inscrever em cinco oficinas: Semeando Margaridas; Procuradoria da Mulher; Empreendedorismo Feminino e Política; Liderança Feminina na Política: desafios e estratégias; O que preciso para ser candidata? Do Planejamento à Propaganda; e Elas pedem vista – Juíza e debate sobre discriminação e igualdade de gênero.

Durante o evento, ocorrerá ainda o lançamento de uma edição especial da revista científica “Resenha Eleitoral”, intitulada “Liderança e Participação Política das Mulheres”, bem como a exposição “Arte por Elas”, com obras de artistas catarinenses. As inscrições para o Congresso podem ser realizadas no site do TRE-SC e da Alesc.