Braço do Norte

A solenidade de comemoração dos 182 anos da Polícia Militar no Estado foi realizada em diversos municípios. Em Braço do Norte, o quartel da PM recebeu o público que prestigiou as homenagens, promoções de oficiais, entrega de medalhas, entre outras atrações.

O evento também foi marcado pela assinatura de um termo de compromisso para a implantação do canil da PM no município. O termo foi assinado pela Associação Empresarial do Vale de Braço do Norte (Acivale) e a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), que abraçaram a causa e assumiram o compromisso de buscar recursos para iniciar a construção do local. Além de alavancar recursos, a participação das entidades prevê a busca de parcerias para a redução dos custos da obra.

Paralelamente a isso, a PM já treina dois cães para atuação policial. Os animais são utilizados, principalmente, na busca de entorpecentes, armas, ações policiais e nas abordagens de rotina. Um cão policial já está em atividade no município e já é o responsável por apreensões de drogas e busca de fugitivos.

Braço do Norte será pioneira na instalação do canil na região

O canil tem capacidade para o treinamento de três cães e deve seguir os padrões da Polícia Militar. Braço do Norte será o único município da Amurel a contar com o apoio dos cães como inibidores de crimes. Cerca de 60 metros quadrados serão utilizados para a instalação do serviço. “Municípios que utilizam a patrulha canina têm resultados consideráveis no combate ao tráfico de drogas, entre outros delitos”, explica o major da PM de Braço do Norte, Marcos Aurélio Ramm.

O presidente da Acivale Roberto Michels, afirma que as entidades já estão em busca de apoiadores para a implantação do canil que deve ser iniciado ainda este mês. “Assumimos esse compromisso e junto com os empresários e fornecedores estamos angariando recursos para iniciar a obra. Acompanhamos algumas simulações e vimos que esses cães merecem atenção especial, pois trarão um reforço na segurança da cidade”, afirma.

Para o presidente da CDL, Maykon Schuelter, a iniciativa deverá ser prontamente apoiada pela comunidade. “Todas as ações que preveem a melhora da segurança em nosso município são válidas e devem receber apoio das entidades, bem como do poder público”, salienta.