Rosevaldo ontem na festa da vitória, em Imbituba. - Foto: Divulgação/Notisul.
Rosevaldo ontem na festa da vitória, em Imbituba. - Foto: Divulgação/Notisul.

Imbituba

Nos últimos 12 anos, Imbituba foi administrada pelo PSDB – entre 2005 a 2012 – por José Roberto Martins, o Beto (à época no partido e atualmente está no PP) e de 2013 até o fim deste ano por Jaison Cardoso (PSDB). A partir do próximo ano, o governo que comandará a Cidade Portuária é o do PT, do médico cardiologista eleito ontem, Rosenvaldo Silva Junior, o Júnior.

Com 42 anos, o profissional de medicina chega pela primeira vez ao posto máximo do município após duas tentativas ao cargo de vice-prefeito em 2004 e 2008, uma como candidato a chefe do poder executivo em 2012 e, além disso, concorreu uma vez ao legislativo estadual em 2014. “Tenho que agradecer muito aos eleitores de Imbituba. A nossa candidatura traz um desejo de mudança da população. As pessoas querem novas ideias, perspectivas e, agora, vamos buscar realizar tudo que precisamos fazer na cidade”, destaca.

O futuro gestor salienta que fará uma administração que vai ao encontro da população e mais transparente. “Foi uma vitória surpreendente. Disputávamos esse pleito com pessoas fortes do município. Vamos conversar com o atual prefeito e fazer a transição de governo de forma ponderada, equilibrada e responsável. As contas estão em dia, porém precisamos reduzir os custos, trabalhar ainda mais e fazer com que nos tornamos mais promissores”, avalia.

Ele conquistou 16.336 votos (62,24%) contra 9.910 (37,76%) de Christiano Lopes (PSD). Para o novo prefeito, o desafio é desenvolver Imbituba de forma sustentável. “Vencemos as eleições, o nosso compromisso a partir de hoje (ontem) se torna ainda maior. Temos que pensar a cidade para o futuro e só com muito trabalho e força de vontade chegaremos ao nosso objetivo”, projeta.