Tubarão

Após uma semana confusa, a câmara de vereadores de Tubarão emitiu, nesta sexta-feira, um comunicado onde confirma que não haverá sessão na próxima segunda-feira. O motivo é a definição de quem deve presidir a casa.

Os vereadores consideram, em sua maioria, que a liminar de quarta-feira não deixou expresso quem é o atual presidente, apenas mencionou que João Fernandes (PSDB) deverá, somente, convocar a eleição da nova mesa diretora.

Ainda que não haja entendimento jurídico, os colegas concordam que o melhor é entrar em recesso até que a justiça manifeste-se novamente sobre o caso. Em tese, a eleição feita na última segunda-feira, após a primeira liminar, está suspensa. Os eleitos, contudo, entendem o contrário e não reconhecem João Fernandes como presidente.

Caso as dúvidas não sejam sanadas até a próxima quarta-feira, a sessão de quinta-feira também poderá ser suspensa. O comunicado frisa ainda que o expediente interno da casa segue sem alterações, já que a decisão alcança apenas os legisladores.