Só na semana passada, 50 toneladas de tilápia foram retiradas das propriedades do piscicultor Mário Wensing.
Só na semana passada, 50 toneladas de tilápia foram retiradas das propriedades do piscicultor Mário Wensing.

Armazém

Quem foi que disse que cidade sem mar não dá peixe? Armazém está aí justamente para provar que, mesmo no interior, a piscicultura é uma atividade possível e altamente lucrativa. Atualmente, o município conta com 42 associados no segmento. Juntos, produzem cerca de 250 toneladas de tilápia por ano.

Segundo o presidente da Associação dos Aquicultores de Armazém (Aaquiar), hoje é produzido cerca de um quilo do peixe por metro quadrado de área alagada. O custo da produção é de aproximadamente R$1,50 e o retorno com a venda é de R$ 2,50 por quilo.

“Além de gerar uma renda anual satisfatória, é uma atividade que não agride o meio ambiente”, comemora o presidente da Aaquiar. Na região, Armazém é um dos maiores produtores de tilápia. A atividade também é foco de recente investimento em Rio Fortuna, Braço do Norte, São Martinho, Grão-Pará, Santa Rosa de Lima, Orleans e São Ludgero.

A prefeitura é parceira da associação e contribui com o maquinário necessário para a construção de novos tanques, recuperação de açudes e facilitação dos acessos.