A Guarnição Reforçada GR9 estava em patrulhamento pela região do Cristo Redentor, de posse da informação de que um homem conhecido dos policiais estaria ostentando um colete similar ao utilizado pela Polícia Militar.

Em determinado momento, a Guarnição parou em frente à residência do homem na intenção de conversar com a sua mãe e explicar a situação relatada. No momento em que a guarnição desembarcou, o jovem visualizando a equipe pela janela, dispensou diversos invólucros de entorpecentes, a situação foi vista pelos policiais.

A guarnição efetuou a entrada na residência. Logo após a sua abordagem, foi localizado 29 porções de substância semelhante à crack embaladas para venda, uma porção de substância semelhante à maconha, juntamente com duas facas, uma balança de precisão, uma capa de colete tático, um simulacro de arma de fogo e um rolo de plástico. Também foi localizado R$ 320 em espécie e uma munição de calibre 38.

Ao ser questionado sobre a situação, o rapaz informou que efetuava a função de ‘baixar drogas’, ou seja, esconder para alguém, também  picava, embalava e vendia. O bandido também informou, após questionado, que havia crack no telhado da casa vizinha, o que foi confirmado pela guarnição e apreendida sete porções de substância semelhante à crack.

O rapaz também informou que agia a mando de uma mulher, também conhecida no meio policial na atuação do tráfico de drogas. Ele informou que a mulher era sua ‘patroa’ e que o tráfico de ambos ‘estralava’, ou seja, uma grande quantidade de drogas era vendida em pouco tempo.

A Equipe K9 foi acionada, tendo em vista a possibilidade de haver mais entorpecentes no local. Ao saber desta situação, o rapaz informou que em seu quarto havia mais uma porção de maconha e que no terreno ao lado, haveria mais drogas. O fato foi constatado pelo K9 com o auxílio do cão flecha, que localizou mais quatro porções médias de substância semelhante à maconha, uma porção de substância semelhante à crack e uma porção de substância semelhante à cocaína.

O rapaz informou ainda que, no ferro velho próximo a casa de sua ‘patroa’ seria o local de guardar outras quantidades de droga. Logo após dar voz de apreensão, a equipe policial se deslocou até a casa da mulher que recebeu voz de prisão. Lá foram apreendidos também dois aparelhos celulares encontrados na residência.

Também foi efetuado o ‘faro’ no ferro velho onde foi encontrada uma mochila com diversas embalagens para acondicionar drogas, além de 61 porções de substância semelhante à cocaína. Ambos foram cientificados de seus direitos constitucionais e encaminhados para os procedimentos cabíveis. Não foi necessário o uso de algemas na condução.

 

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul