Imbituba

Seguindo o crescimento na movimentação de grãos agrícolas nos últimos anos, a comunidade portuária de Imbituba trabalha na atração de novas linhas de navios porta-contêiner. O objetivo é buscar os importadores e exportadores de Santa Catarina e Rio Grande do Sul para reforçar o pleito e que garantam a escolha por Imbituba, reduzindo custos logísticos e aumentando a competitividade da indústria e toda a cadeia logística de comércio exterior.

O Núcleo de Comércio Exterior da Associação Empresarial de Imbituba (Acim/Comex), representado pelo coordenador e vice-coordenador Jorge Luiz e Marcelo Cordini, respectivamente, e o superintendente da Santos Brasil em Imbituba, Paulo Pegas, estiveram reunidos na última semana como forma de agregar e demonstrar o apoio da comunidade ligada às atividades portuárias na cidade.

Com o aumento constante no tamanho das embarcações que frequentam a costa brasileira, o Porto de Imbituba consolida-se como a melhor alternativa em termos de acesso aquaviário, com autorização para receber navios full-contêiner de até 336 metros de comprimento e 14,5 metros de calado.

Portos concorrentes em Santa Catarina e Rio Grande do Sul enfrentam problemas recorrentes de acesso aquaviário, restrições de calado e comprimento de navios e ainda greves de caminhoneiros, gerando impactos em toda a cadeia produtiva, o que reforça a busca de companhias de navegação para iniciarem suas operações em Imbituba.