Foto: Prefeitura de Tubarão

Às 11h52 deste sábado (25), a ponte Prefeito Paulo Osny May foi aberta ao trânsito, ligando as ruas Uruguai e Padre Nóbrega e, com isso, tornando-se a nova via de saída da cidade para a BR-101. No mesmo instante, a avenida Tancredo Neves, a ponte Orlando Francalacci e a rua Professora Eugênia dos Reis Perito ganharam sentido único para entrada de Tubarão pela região Norte.

O momento histórico, quase 40 anos depois da inauguração da última ponte (Dilney Chaves Cabral), reuniu moradores, imprensa, ex-prefeitos e diversas autoridades ao lado da cabeceira na margem direita. Um dos discursos mais emocionados foi o do diretor-presidente da Fundação Municipal de Desenvolvimento Social André Fretta May, filho do ex-prefeito que dá nome à nova ponte.

“Vejo a pessoa do Paulinho May de três maneiras: como pessoa humana, como prefeito e como pai. Como pai sou parcial para falar sobre ele, mas como pessoa humana e prefeito digo que foi alguém que se dedicou muito à cidade e também por isso merece essa homenagem da qual agradeço muito”, disse, em momento de lágrimas que causaram muitos aplausos do público.

Para o vice-prefeito Caio Tokarski o legado deixado por Paulinho May representa uma grande história muito além do que ele viveu.

“Paulinho May viveu por 73 anos, mas fez muitas coisas que valeram por 150 anos. Outras pessoas vivem muito tempo, mas que fizeram tão pouco. É uma homenagem muito justa que fazemos aqui hoje”, comentou o vice-prefeito.

Última autoridade a discursar, o prefeito Joares Ponticelli lembrou o quanto a cidade aguardava por esse momento.

“Quando Paulinho May construiu a última ponte, em 1982, Tubarão tinha uma frota de pouco mais de 20 mil veículos. Hoje temos quase 97 mil veículos, a nossa frota praticamente quintuplicou em quase 40 anos. Agradeço a Deus por viver hoje aqui esse importante momento, de melhorar a mobilidade urbana e exaltando a memória de um grande prefeito que foi o Paulinho May”, ressaltou Joares.

Logo depois do descerramento da placa com o nome oficial da ponte, chegou o momento tão esperado pela cidade. A abertura da ponte foi feita pelo carro infantil elétrico que reproduz uma “miniviatura” da Guarda Municipal ocupada pela filha de um dos agentes, com o público logo atrás.

Quando as pessoas chegaram na margem direita foi a vez dos primeiros carros fazerem a travessia. Primeiro os veículos de um clube de carros antigos, com o trânsito em geral logo depois.