A Fundação Municipal de Meio Ambiente (Funat) realizou nesta segunda-feira (27) o plantio simbólico de mudas nativas em um trecho da beira-rio, no bairro Fábio Silva. A iniciativa que faz parte das festividades do aniversário de 149 anos do município teve a participação dos servidores da fundação, dos veteranos do projeto Protetores Ambientais (PROA) e os novos membros do projeto Patrulha Mais Azul.

De acordo com o diretor-presidente da Funat, Guilherme Antunes, o plantio simbólico é uma das várias ações que serão realizadas em diversas partes da beira-rio em substituição aos antigos eucaliptos removidos por questões de segurança, nas principais ruas e avenidas.

O prefeito Joares Ponticelli, que ajudou no plantio de algumas mudas, falou, para os participantes, do episódio das fortes chuvas da última sexta-feira que causaram vários danos, para destacar a importância do plantio de árvores de espécies nativas.

“Duas seringueiras falsas que não são uma espécie nativa caíram na beira-rio e causaram vários problemas sérios. No vendaval de 2016 outra árvore que não era para estar ali, um eucalipto, caiu e causou a morte de uma criança. Muitas das árvores existentes na beira-rio impedem de termos uma visão privilegiada do rio, que é o nosso principal cartão-postal. Por isso a importância de iniciarmos hoje o plantio de mudas nativas”, enfatizou o prefeito.

“A ação de hoje marca o início da recuperação da mata ciliar”, destacou o diretor-presidente da Funat Guilherme Antunes. Nos próximos dias a equipe Funat dará início ao plantio de 100 mudas de 1,80 metro de altura de ipê-amarelo no canteiro central da Avenida Severiano Albino Corrêa. O adubo utilizado no plantio foi doada pela Plantar Agropecuária.