A passarela de concreto em frente à Unisul será aberta à população na próxima sexta-feira (31). É a primeira travessia sobre o Rio Tubarão planejada para atender aos conceitos de mobilidade urbana para pedestres, ciclistas e cadeirantes.

Como o decreto proíbe a realização de eventos por causa da pandemia da Covid-19, não será realizado um ato formal para a entrega da obra. O prefeito Joares Ponticelli somente acompanhará os familiares do ex-vice-prefeito Ângelo Antônio Zaboti, que dá nome à passarela, para uma travessia simbólica.

A inauguração da obra, que custou mais de R$ 3,6 milhões, também vai representar um novo episódio nessa parte do rio após mais de meio século. Poder Público e comunidade repetirão um ato semelhante ocorrido há 56 anos ali ao lado, quando a ponte pênsil foi utilizada pela primeira vez.

Os trabalhos tiveram início em março do último ano, quando a Araújo Construções, vencedora da licitação, começou a preparar o canteiro de obras. Logo em seguida começou a fixação das estacas e a construção das colunas e em 10 de março deste ano foram colocadas as primeiras vigas. Semanas depois a estrutura bruta ficou pronta, restando a colocação e concretagem das pré-lajes, montagem dos guarda-corpos, pintura e iluminação.

A nova travessia irá beneficiar diretamente milhares de moradores do Centro e bairros Oficinas, Dehon e Morrotes, além dos estudantes, funcionários e professores da Unisul e do Colégio Dehon.

“É um novo cartão-postal para Tubarão com uma dupla utilidade. Além de uma travessia para pedestres, ciclistas e cadeirantes, a passarela vai nos permitir contemplar o lugar mais bonito da cidade que é o nosso rio. Aos poucos perdemos o hábito de observá-lo até por falta de um local mais adequado, mas a praça de contemplação no meio da passarela vai nos permitir esse tipo de programa de uma maneira cômoda e segura”, destaca o prefeito Joares Ponticelli.

Motocicletas serão proibidas de trafegarem pela passarela. Como não há barreiras físicas para evitar a passagem, o que acabaria por bloquear também os ciclistas e cadeirantes, a fiscalização por parte da Guarda Municipal será feita pelo videomonitoramento de três câmeras. Quem descumprir a lei será multado.