Carolina Carradore
Tubarão

“Vacinou é Gol”. Esse é o tema da primeira etapa da campanha de vacinação contra a poliomielite, que iniciou oficialmente segunda-feira em Santa Catarina. Amanhã, a campanha será intensificada, com a realização do Dia D da vacinação contra a doença, mais conhecida como paralisia infantil. Todas as unidades de saúde do estado ficarão abertas das 8 às 17 horas.

Na Amurel, a meta é vacinar 7.920 crianças de 0 a 4 anos e 11 meses. Em Tubarão, a regional de saúde espera imunizar 5.846 crianças. Todas as 20 unidades estarão abertas sábado, além de pontos estratégicos no supermercado Angeloni, praça Pery Camisão e Farol Shopping.

A enfermeira da regional de saúde Sandra da Silva orienta os pais a levarem às unidades de saúde todas as crianças com menos de cinco anos, independente de situação vacinal anterior. Desde 1989, nenhum caso da doença é registrado no Brasil. “A prevenção é fundamental para estabilizar este quadro”, ressalta Sandra.

Em Laguna, a campanha também inicia com força total. Amanhã, estarão de portas abertas os 15 postos da cidade, além de um posto volante na passagem da balsa e outro no centro da cidade. A meta, segundo a coordenadora das unidades de saúde do município, Janaína de Souza Rocha, é imunizar 3.074 crianças. A campanha contra a pólio estende-se até o próximo dia.

O que é?
A paralisia infantil é uma doença viral aguda, transmitida principalmente através do contato oral direto com a pessoa infectada. A falta de saneamento e de cuidados com a higiene pessoal facilita a transmissão da doença, que se manifesta de formas muito distintas. A poliomielite pode levar à morte em caso de paralisia severa.

No estado, no país
A meta da secretaria estadual de saúde é imunizar, no mínimo, 408.514 crianças, o que representa 95% da população catarinense nesta faixa etária. No Brasil, a meta é vacinar aproximadamente 15 milhões de crianças.