As inovações implantadas nos municípios do Sul de Santa Catarina para atender a população durante a pandemia do novo coronavírus (covid-19) foram tratadas nesta terça-feira (9) durante o Webinar promovido pela Rede Cidade Digital (RCD). Dados da prefeitura de Imbituba mostram que 96% das demandas protocoladas desde o início da quarentena decretada no Estado, em meados de março, foram feitas via internet, o que reforça a importância da oferta de serviços eletrônicos à população.

“É um caminho sem volta e essa epidemia que nos aflige vai acabar por acelerar uma mudança que já vinha a acontecendo. Muitos dos padrões que estamos criando durante a pandemia vão se manter futuramente”, avaliou o prefeito Rosenvaldo Junior.

Em Lages, o vice-prefeito, Juliano Polese, disse que a interligação dos prédios públicos com 100 km de fibra óptica facilitou a implantação de diversos projetos neste momento. Ele destacou a atenção para as aulas online, aplicação de inteligência na Saúde e o fomento ao comércio local com o fortalecimento da parceria com o Órion Parque, o centro de inovação instalado na cidade para atender os municípios da Serra Catarinense.

“Fomos implementando alguns serviços. O principal deles, através da nossa Secretaria de Desenvolvimento, é o Programa de Apoio a Reestruturação de Pequenos Negócios Locais para retomada econômica e mitigação dos efeitos da covid-19, que prevê uma série de ações de uso da tecnologia e também de espaço físico do Órion, das salas de coworking, mentorias online, principalmente para as pequenas, MEIs e projetos sociais, de tal forma que conseguimos ampliar a atuação e prestar um suporte maior à comunidade”.

Segundo o vice-prefeito, a pandemia também acelerou a implantação do projeto Aprova Digital para tramitação dos processos relacionados à consulta e liberação de alvarás de construção na cidade. “Reduzindo em 70% o tempo de tramitação que antes era de 30 dias”, completou Polese.

O diretor de TI de Criciúma e presidente do colegiado de Tecnologia da Amrec*, Tiago Ferro Pavan, ressaltou que dentro da transformação digital da administração pública precisa existir um equilíbrio entre tecnologia, pessoas e processos. “Precisam existir processos maduros dentro de cada área e bem planejados para que a gente possa informatizá-los. A tecnologia por si só não faz a diferença”, frisou Pavan, destacando ainda a importância de dados e indicadores para tomada de decisão.

“Hoje ter informatizado boa parte da gestão nos garante isso. Temos trabalhado muito na integração das informações”, acrescentou Pavan, citando ações na Educação e em especial na Saúde com a disponibilização de um portal exclusivo com informações relacionadas à covid-19.

O Webinar das Cidades Digitais do Sul de Santa Catarina estará disponível na íntegra no canal da RCD no YouTube: “É uma forma de trazermos para o ambiente virtual conhecimento e informações que possam contribuir com o processo de modernização das Prefeituras. Se a tecnologia antes era importante, hoje ela é imprescindível”, analisou o diretor da RCD, José Marinho.

O evento teve a parceria da S. Clara Comunicação, STG Soluções/SisContratos e da Virtual Automação, além do apoio institucional das Associações de Municípios Amrec* (Região Carbonífera), Amesc (Extremo Sul) e Amurel (Região de Laguna).