Tatiana Dornelles
Tubarão

Mesmo a poucos dias de fevereiro, ainda dá tempo para organizar as contas do ano e não sofrer, mês a mês, com a falta de dinheiro. Planejar o ano é essencial, principalmente financeiramente, já que é também uma forma de corrigir os erros anteriores.

Uma dica importante é fazer uma lista do que é necessário gastar a cada mês, ou seja, as contas fixas, como água, luz e telefone, por exemplo. “No início deste ano, a família deve priorizar o IPVA, o IPTU, o material escolar. São contas que surgem logo no início do ano.

Ao alistar tudo o que é preciso, em valores, para manter os consumos essenciais, deve também colocar os outros gastos. Assim, é possível observar para onde vai o dinheiro”, explica a presidenta da Associação das Donas de Casa e Consumidores (Adocon) de Tubarão, Reneuza Borba.

Outra dica, esta para economizar no salário, é aproveitar as ‘liquidações’ do IPTU ou parcelamentos. “Sempre é dado um bom desconto para quem paga em parcela única”, ressalta.
Evitar comprar por impulso nas promoções de início de ano, promovidas pelo comércio, como as megaliquidações, é outra maneira de não gastar e se endividar ainda mais.

“Antes de comprar por comprar, a pessoa deve verificar o que tem em casa, como roupas, calçados, bolsas, e que ainda pode ser aproveitado. O importante é cumprir as dívidas feitas em dezembro, devido às festas de fim de ano”, orienta.

No que se refere ao gás de cozinha, é essencial anotar o dia em que o botijão foi instalado e usar com consciência. “No último mês, houve um aumento. Se for anotado, é possível observar de quanto em quanto tempo é preciso trocar e a dona de casa não é pega de surpresa”, explica.

Frutas e verduras? Evitar comprar em excesso, pois, com os dias quentes, estragam mais rapidamente, o que resulta em prejuízo. “Além disso, usar a água como líquido principal é mais barato. Não substituir por refrigerante, que é caro e não é saudável. A água é essencial”, acrescenta Reneuza.