Mais de 350 pessoas foram presas na Venezuela nesta semana em manifestações contra o regime do presidente Nicolás Maduro, afirmou nesta sexta-feira (25/1) o Alto Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos.

A alta comissária chilena Michelle Bachelet disse em um comunicado que seu escritório recebeu “informações sobre as prisões em massa de manifestantes – mais de 350 no total esta semana”.

O Alto Comissariado pediu “conversas imediatas” para aliviar a tensão e as violências no país. 

Diversas manifestações ocorrem na Venezuela, após o chefe da Assembléia Nacional da Venezuela, Juan Guaido ter se declarada presidente interino do país. Diversos países reconheceram Gauido como presidente e esperam a renúncia de Maduro