O secretário estadual de saúde, Dalmo Claro de Oliveira, lembra que a unidade irá preencher uma lacuna no sistema público de Tubarão  -  Fotos: Denilson Simerman/Prefeitura de Tubarão/Notisul
O secretário estadual de saúde, Dalmo Claro de Oliveira, lembra que a unidade irá preencher uma lacuna no sistema público de Tubarão - Fotos: Denilson Simerman/Prefeitura de Tubarão/Notisul

 

Zahyra Mattar
Tubarão
 
O presente do 51º aniversário do prefeito Manoel Bertoncini (PSDB), ontem, foi a realização de um sonho que ele amadurece desde os tempos da câmara de vereadores, depois da secretaria de saúde e agora à frente do executivo.
 
Ao lado do secretário estadual da saúde, Dalmo Claro de Oliveira, Bertoncini assinou a ordem de serviço para a construção da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) 24 horas.
 
Mais que um compromisso de campanha, o projeto será um dos maiores diferenciais na saúde pública de Tubarão. A solenidade foi realizada no terreno de 2,9 mil metros quadrados, na rua Januário Alves Garcia (em frente à garagem da prefeitura), onde será erguida a unidade.
 
O trabalho será assinado pela Souza e Esmeraldino, de Tubarão. A empresa terá 12 meses para concluir o prédio. Nesta semana, será instalado o canteiro de obras e, na próxima, será feita a terraplanagem e a preparação do terreno para receber as fundações.
 
O espaço absorverá cerca de 80% do movimento da emergência do Hospital Nossa Senhora da Conceição, o equivalente a aproximadamente 250 atendimentos por dia.
 
O secretário estadual de saúde projeta que a unidade é fundamental para o município. “Preencherá uma lacuna entre os serviços de atenção básica de saúde, ofertados nas unidades de ESF, e os serviços de média e alta complexidade, oferecidos pelos hospitais”, cita Dalmo.
 
Emocionado, Bertoncini era só sorrisos com o seu presentão de aniversário. “Construir esta obra foi o nosso objetivo desde o início do mandato. Talvez não seja concluída este ano, mas vamos nos esforçar para isto”, promete o prefeito.
 
Estado poderá aplicar mais recursos
Orçada em R$ 3,6 milhões, a UPA 24 horas de Tubarão será financiada com recursos do governo do estado (R$ 1 milhão) e do município. O Ministério da Saúde havia se comprometido em participar com R$ 1,050 milhão.
Contudo, por entraves técnicos na liberação dos recursos junto à Caixa Econômica Federal, o município desistiu do financiamento federal e buscará outras fontes.
“Vamos agendar uma reunião com o governador Raimundo Colombo para discutir a possibilidade do estado contribuir com os recursos que ainda faltam”, antecipa o vice-prefeito Pepê Collaço.
 
O projeto
• A UPA 24 horas terá seis leitos, com possibilidade de ampliação para oito.
• No local, serão realizados desde serviços de pronto atendimento, considerados menos graves, até pequenas cirurgias. Os casos de maior complexidade continuarão a ser encaminhados aos hospitais.
• A quantidade de profissionais que atuará na unidade ainda não está definida, mas o local contará com médico plantonista e outros profissionais da área.
• O investimento para equipar o espaço está orçado inicialmente em R$ 350 mil. Calcula-se que custo mensal de manutenção será em torno de R$ 100 mil.
• O primeiro piso do prédio terá uma área de 887,48 metros quadrados. O segundo será de 378 metros quadrados.