#Pracegover Foto: na imagem há pessoas, areia, mar e edifícios
#Pracegover Foto: na imagem há pessoas, areia, mar e edifícios

Cerca de cem mil pessoas circularam pelo Terminal Rodoviário Rita Maria, em Florianópolis, do dia 15 de dezembro até esta quarta-feira (29). O número extrapola o de 2019, antes da pandemia, período de boa movimentação. Esse é um indicativo de como as viagens devem crescer nesta temporada.

Já pode ser considerada uma grande recuperação uma vez que, de dezembro de 2020 a fevereiro deste ano, foram registrados apenas 273.794 passageiros, segundo a Secretaria de Estado da Infraestrutura e Mobilidade de Santa Catarina.

A projeção é que 585.614 turistas passem pelo terminal até o final de fevereiro, na alta temporada. No mesmo período em 2019/2020, foram contabilizados 682.591 passageiros.

Ainda segundo a pasta, do dia 15 a 28 de dezembro, 5.380 ônibus passaram pela rodoviária da Capital. No entanto, o terminal ainda não recebe viagens internacionais devido à pandemia. Assim, os números são relacionados ao transporte intermunicipal e interestadual.

Já o Aeroporto Internacional de Florianópolis recuperou 98% do movimento de voos em comparação com o mesmo período de 2019. Da última segunda (27) até o dia 3 de janeiro, será uma média de 94 voos por dia. A projeção é que a próxima segunda (3) seja o dia de maior número de voos no período, com 110 decolagens, incluindo domésticos e internacionais.

“Florianópolis está operando uma malha aérea nunca antes registrada, nem antes da pandemia. Serão 24 destinos domésticos e quatro internacionais (Buenos Aires, Córdoba, Paraguai e Santiago do Chile)”, destaca a assessoria do Floripa Airport.

Os aeroportos com mais voos são os de São Paulo e os do Rio de Janeiro, mas não é possível afirmar que a maioria dos turistas é paulista ou carioca, porque esses são os aeroportos onde ocorre a maioria das conexões.

O novo aeroporto da Capital tem capacidade para receber 8 milhões de passageiros por ano, exatamente o dobro que recebia antes da pandemia. Então, “há estrutura confortável para receber os passageiros previstos na alta temporada”, ressalta o Floripa Airport.

No desembarque internacional, a Anvisa realiza o controle da certificação de vacina e/ou teste negativo da Covid-19. Além disso, protocolos de combate à pandemia são seguidos “à risca”, como distanciamento, máscara e ampla oferta de álcool gel, reforça a administração do aeroporto.

Mudança no perfil dos turistas

A temporada de verão será voltada ao turismo interno, o que altera o perfil das dos viajantes, afirma o presidente da Santur, Renê Menezes.

“Os turistas que tinham previsão de viajar para fora do país acabam viajando internamente. Consequentemente o ticket médio, o perfil do turista muda. Turistas com poder aquisitivo mais alto”, explica.

Os Estados onde Santa Catarina investe em promoção do turismo são Minas Gerais, São Paulo, Paraná e Rio Grande do Sul, além da região Nordeste. Dessa forma, o público é diversificado em cada período, mas no próximo Réveillon, o público deve ser mais jovem, em busca de festas para celebrar a virada do ano.

Como constatou a reportagem do ND+ nesta terça-feira (28), o que chama atenção nas praias de Florianópolis é a presença de placas de veículos de outros Estados e poucas de países vizinhos como Argentina, Uruguai e Chile. Os turistas de São Paulo, Paraná e Rio Grande do Sul predominam à beira-mar nesta primeira semana de verão.

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul

Fonte: NDMais