Zahyra Mattar
Tubarão

Santa Catarina ocupa a quinta colocação no país em número de contaminados com a nova gripe. São 49 casos registrados. Ontem, mais um caso suspeito foi localizado na Amurel, em Laguna. Trata-se de um jovem que visitou amigos em Criciúma. Além da coleta do material para exames, as autoridades de saúde investigam se os amigos dele viajaram para algum país com a epidemia.

Com isso, agora são quatro casos sob investigação na Amurel. Na região, são seis: dois em Tubarão, dois em Laguna e dois em Orleans. O caso suspeito em Garopaba (um menino de 5 anos) foi descartado ontem. Os exames do garoto deram negativo para o vírus da Influenza A, o H1N1.
Hoje, deve sair o resultado dos pacientes de Tubarão (era para ter sido ontem, mas, devido à grande demanda, o laboratório da Fundação Oswaldo Cruz não enviou o resultado e o mais provável é que sejam descartados). Na sexta-feira, é esperado o resultado de um dos suspeitos de Laguna.

Em Santa Catarina, ontem, as novas contaminações comprovadas são de uma mulher de Jaraguá do Sul e duas crianças de Florianópolis. Nenhuma das três pessoas está internada, apenas em isolamento domiciliar como forma de prevenção. No Brasil, agora são 680 casos confirmados. Destes, 55 foram registrados ontem. Segundo o Ministério da Saúde, a maioria das pessoas foi contaminada em viagens para a Argentina, os Estados Unidos e o Chile. Quase todos já receberam alta ou estão em processo de recuperação.
Ainda conforme o ministério, a morte registrada no Rio Grande do Sul, domingo, do caminhoneiro Vanderlei Vial, de 29 anos, não foi por conta da gripe A. Conforme os exames, divulgados ontem, ele morreu de causas bacterianas, e não virais.