A explosão em um apartamento residencial no Centro de Farroupilha, na Serra Gaúcha, deixou 14 feridos e causou espanto entre os moradores da cidade na manhã desta quarta-feira. O professor Diego Tormes, 38 anos, chegava ao seu local de trabalho, a três quadras de onde ocorreu o acidente, quando escutou um grande barulho.

“Era quase 8h e eu ouvi um estrondo muito forte, achei que fosse alguma obra, mas dei uns passos para trás e vi uma cortina de fumaça enorme”, contou ao Correio do Povo. Tormes, então, correu para a praça da Matriz, em frente ao edifício, para observar o que ocorria. “Foi tudo muito rápido, porque a distância é curta. Quando eu vi a marquise caída, os blocos de concreto no chão, fiquei angustiado, não sabia se tinha gente ou se o prédio ia desabar. As pessoas nas sacadas não podiam descer. Tu não sabes o que fazer nessas horas”, comenta Tormes. De acordo com ele, a Brigada Militar chegou rapidamente ao local.

Por conta do horário – o Corpo de Bombeiros recebeu o chamado às 7h46min -, a área não apresentava muito movimento quando ocorreu a explosão. “Graças a Deus tinha pouca gente na rua, porque o comércio abre às 8h. Na praça em frente, há um ponto de ônibus que funciona como um terminal, então geralmente tem muitos trabalhadores, mas a hora de pico é mais cedo”, relatou. Conforme Tormes, muita gente se reuniu em frente ao prédio para tirar fotos e acompanhar o trabalho dos bombeiros e de outros socorristas. 

            

Feridos 

O incêndio seguido de uma explosão no prédio deixou 14 pessoas feridas. O caso mais grave envolve uma idosa de 68 anos, que sofreu queimaduras pelo corpo, principalmente na região do tórax. Ela foi encaminhada ao Hospital Unimed, localizado em Caxias do Sul. Na instituição, ela receberá um atendimento especializado.  

Um homem, que passava em frente ao prédio no momento da explosão, foi atingido por escombros. Ele foi internado no Hospital Beneficente São Carlos. Outras 12 pessoas procuraram ajuda no pronto-socorro da instituição após inalarem fumaça. Um casal, que seria dono do apartamento que incendiou, teria saído ileso do prédio.