A tecnologia de realidade virtual, que permite vivenciar experiências imersivas, foi usada para promover um “encontro” comovente entre uma mãe e sua filha falecida. O caso aconteceu na Coreia do Sul e foi retratado no minidocumentário “I Met You”, lançado pela emissora local MBC na última quarta-feira (6).

Com apenas dez minutos, o vídeo emocionou muitos espectadores ao mostrar o momento em que Jang Ji-Sung “reencontra” a pequena Nayeon, de sete anos. A menina, que morreu vítima de uma doença rara em 2016, foi recriada virtualmente pela equipe do documentário e inserida em uma simulação feita especialmente para os pais.

“Talvez isso seja o verdadeiro paraíso. Eu conheci Nayeon, que me chamou com um sorriso, por um tempo muito curto, mas foi um momento muito feliz. Acho que tive o sonho que sempre desejei”, disse Jang.

De acordo com o site Aju Business Daily, a produção de “I Met You” levou oito meses para “dar vida” à Nayeon virtual. Os movimentos da menina foram capturados com a ajuda de um modelo infantil, enquanto o rosto, o corpo e a voz da filha de Jang foram adicionados a partir da tecnologia de realidade virtual.

Na simulação, Jang é vista usando óculos de realidade virtual e desaba em lágrimas quando Nayeon corre em sua direção dizendo “Mãe! Onde você esteve, mãe? Você pensou em mim?”. “Eu penso o tempo todo”, responde com a voz embargada. Em seguida, Jang estende a mão para acariciar a filha e consegue, inclusive, “dar as mãos” à menina virtual.

O minidocumentário “I Met You” pode ser assistido no canal oficial da MBC no YouTube (MBCdocumentary), mas hão há legendas disponíveis.