#Pracegover foto: na imagem há um homem com roupa escura e uma porta
#Pracegover foto: na imagem há um homem com roupa escura e uma porta

O policial militar da reserva, Hélio Martins, 57 anos, morador de São Ludgero, que apareceu em um vídeo que viralizou na internet xingando uma mulher de ‘macaca’ e se dizendo racista, foi denunciado nesta quarta-feira (6) pelo Ministério Público de Santa Catarina (MPSC). Na ocasião, o vídeo foi gravado pela companheira de Hélio.

Atualmente, os dois não vivem mais juntos e a mulher voltou a morar em Alagoas, o seu Estado de origem. Quando retornou para a sua unidade federativa, ela foi escoltada pela Polícia Civil. De acordo com o MP/SC, o homem é acusado de cometer cinco crimes: racismo, injúria racial, ameaças, agressões e violência doméstica. Caso a Justiça de Santa Catarina aceite a denúncia, Hélio se torna réu.

Na época, um dia após a divulgação do vídeo, na sexta-feira (17), o o delegado Éder Matte, responsável pelas delegacias de Braço do Norte e São Ludgero, instaurou um inquérito para apurar o crime de racismo, de acordo com o artigo 20, Lei nº 7.716 / 1989. O artigo dispõe sobre “praticar, induzir ou incitar a discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião ou procedência nacional”. A polícia vai investigar as circunstâncias e a autoria do suposto crime.

O homem que aparece na filmagem agredido a mulher de 26 anos verbalmente e que ameaça ‘bater’ na jovem é sargento da PMSC. Ele  está na reserva desde 9 de março de 2016. Há 10 anos, o MP/SC denunciou Hélio pelo crime de ameaça em ambiente familiar, no entanto, ele foi absolvido.

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul