As ruas vazias, ontem, em Tubarão, não motivou os lojistas. Quem arriscou abrir as portas no período da manhã, fechou na parte da tarde.
As ruas vazias, ontem, em Tubarão, não motivou os lojistas. Quem arriscou abrir as portas no período da manhã, fechou na parte da tarde.

Karen Novochadlo
Tubarão

Pelo segundo ano consecutivo os estabelecimentos comerciais de Tubarão abriram as portas ontem, terça-feira de Carnaval. O movimento não foi o esperado e a maioria das lojas não abriram as portas.

Alguns locais arriscaram durante o período da manhã. Como poucos clientes apareceram, os proprietários optaram por liberar os funcionários na parte da tarde. Os poucos estabelecimentos que funcionaram, ficaram vazios boa parte do dia.

“Hoje (ontem) foi bem tranquilo. O ano passado o movimento foi melhor, muitos clientes apareceram no fim da tarde”, compara o gerente da loja Nandi Sports, Fernando Nandi.

Quem passou pelo Centro de Tubarão ontem não tinha como objetivo comprar, mas sim dar um voltinha. No máximo tomar um sorvete ou olhar as vitrines. É o caso da costureira Bernadete Alves. “Fui ao hospital e agora vou pegar o ônibus para casa. Quero é descansar”, resume.

A ideia do Sindicato dos Lojistas (Sindilojas) era que o funcionamento na segunda-feira de Carnaval fosse facultativo. Contudo, o grupo alterou o calendário no último dia 24, e optou por indicar que as lojas ficassem fechadas. Ontem, a abertura era facultativa. E a maioria resolveu dar um dia a mais de folga para os funcionários, já que neste sábado começa o calendário de eventos do comércio, com o primeiro Dia D deste ano.